Após campanha, cobrador encontra passageira e devolve seu troco no ES

O cobrador Gabriel Litocart mobilizou as redes sociais na última semana para encontrar uma passageira que esqueceu de pegar o troco da sua passagem no ônibus em que Gabriel trabalha, em Guarapari (ES).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gabriel recebeu da mulher uma nota de R$ 20, mas não tinha o troco para dar na hora – a passagem custa R$ 2,80. Ele pediu que a passageira esperasse para receber o dinheiro, mas ela desceu do coletivo sem receber o troco.

No Facebook, Gabriel contou que a mulher tinha cabelo loiro e pele clara. Ela entrou no ônibus no sábado (4), por volta das 16h45, no centro de Guarapari, rumo à Setiba. Segundo o relato do cobrador, o ônibus acabou enchendo e a mulher desceu do ônibus sem que ele percebesse e sem o troco de R$ 17,20.

“Nos finais de semana, como as pessoas sempre entram com notas maiores nos ônibus, sempre temos mais dificuldade de ter o dinheiro trocado. Na hora que ela passou a roleta, expliquei a situação para ela e ela entendeu, dizendo que ia aguardar e pegar comigo antes de chegar no destino. Porém, ela acabou descendo sem o troco”, disse Gabriel ao Folha Vitória.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quatro dias depois da publicação, na tarde da última quinta-feira (9), Gabriel finalmente encontrou a passageira. Fabiana da Silva trabalha como zeladora em um condomínio no centro de Guarapari. No dia em que pegou o ônibus, ela estava voltando para casa e precisava do troco para pagar uma conta.

Após campanha, cobrador encontra passageira e devolve seu troco no ES 2

“Eu costumo ir a pé para casa, mas estava muito cansada então embarquei no ônibus. Eu não conhecia o Gabriel e quando passei na roleta ele não tinha troco e falou para eu sentar que depois me dava, mas o ônibus foi enchendo e ele esqueceu e eu também esqueci e desci sem o dinheiro”, disse a zeladora ao Tribuna Online.

Fabiana disse que só soube do esforço de Gabriel para localizá-la depois que leu uma reportagem sobre a campanha do cobrador. “Eu tinha desinstalado o Facebook e só depois fui ver que ele tinha feito bastante coisa procurando a pessoa. Foi quando eu vi uma reportagem que fiquei sabendo que ele estava me procurando.”

“O dinheiro fez muita falta e foi uma atitude muito honesta dele porque é muito difícil hoje alguém fazer isso”, completou a zeladora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já Gabriel se disse aliviado por conseguir devolver o dinheiro para Fabiana. “No momento em que me disseram que tinham achado a dona do dinheiro me tirou um peso da consciência. O dinheiro não era meu. Era dela e eu tinha a obrigação de devolver. Fiquei feliz e até me bateu uma ansiedade para devolver.”

Com informações do Folha Vitória e Tribuna Online | Foto: Roberta Bourguignon

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Após campanha, cobrador encontra passageira e devolve seu troco no ES 4

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,971,659SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Em Natal (RN), filho de 11 anos ensina mãe catadora de lixo a ler e escrever

Depois da escola, o menino chegava em casa com livros emprestados pela biblioteca e ensinava a mãe a ler e escrever.

“Descobri que estava com câncer uma semana antes do casamento, não adiei e hoje estou curado”

“Nasci de novo”. É assim que Gustavo Prata, 26, resume a sua história. Ele conseguiu superar um câncer raro, após transplante de medula óssea...

Arquiteto cria uma ‘academia de treino’ imersiva para filha autista desenvolver os sentidos

As crianças têm dentro de si um poder de imaginação imenso, que muitas vezes é transformado em brincadeira. Visando a interação e o aprendizado,...

Entregador deficiente que fazia entregas de bicicleta ganha carro com ajuda de vaquinha

O jovem Carlos André dos Santos Lopes, de 19 anos, trabalha como entregador de refeições nas ruas de Maceió, capital alagoense. O que chama...

Mulheres precisam iniciar vida profissional 10 anos antes que os homens para terem salários iguais

Pesquisas mostram que para mulheres conquistarem os mesmos salários que os homens, as mesmas precisam iniciar sua vida profissional 10 anos antes. Olhando para esse...

Instagram

Após campanha, cobrador encontra passageira e devolve seu troco no ES 5