Após carrocinha queimada, Bombeiro arrecada R$ 2 mil e ajuda pipoqueiro

0
1823

Todo dia, Marcos Anchieta Bucedi, de 47 anos, ia ao bairro Freguesia, na Zona Oeste do Rio vender pipoca.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pai de dois filhos e casado com uma cadeirante, ele sustentava a todos honestamente com sua carrocinha que, no final de abril, pegou fogo e o deixou sem nada.

“Eu estava me preparando para começar a fazer uma pipoca, já estava com fogo aceso e de repente a mangueira do bujão [de gás] acho que estourou, aí o fogo estava aceso, o gás vazou e deu aquela explosão. Foi fogo pra tudo quanto é lado, aí não teve como fazer nada”, contou em entrevista ao G1.

O primeiro bombeiro a chegar ao local e socorrê-lo foi Elton Vaz Pereira, do Quartel de Jacarepaguá. “Tava passando pelo bairro, vi a barraca pegando fogo e me sensibilizei com aquele evento, só que na hora eu não pude fazer nada porque não tinha extintor, não tinha nada perto. Só afastei o pessoal e chamei o socorro”.

Após algumas semanas do ocorrido, Pereira ficou sabendo que Marcos ainda estava sem trabalho e numa situação difícil. “Eu resolvi ajudar o Marcos porque a gente vê tanta desgraça hoje em dia, ninguém ajudando ninguém. Como a barraquinha dele pegou fogo, eu decidi mobilizar o pessoal do grupo que a gente tem de Jacarepaguá, pra ajudar ele. Então arrecadamos esse dinheiro pra ele montar outra barraquinha e voltar a trabalhar”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o dinheiro em mãos, o bombeiro voltou ao local do incêndio e surpreendeu o pipoqueiro com uma nova oportunidade, mostrando que vale a pena sim ser honesto e ganhar a vida corretamente, que nossos atos voltam para nós.

“Espero dele um sorriso, uma expressão de alegria, e que ele continue a vida ganhando o pão de cada dia”, disse Pereira.

Assista ao vídeo dessa história:

img_3524

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

img_3542

Fonte: G1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.