Após dias de confrontos violentos, pianista leva noite de paz à Turquia

Após semanas de manifestações e confrontos violentos com a polícia, os manifestantes turcos tiveram uma noite de paz e emoção graças ao pianista Davide Martello. No último dia 12 de junho, o músico italiano desembarcou seu piano de cauda no parque Gezi, localizado no distrito de Taksim, e em meio a milhares de pessoas em clima de protestos e a policiais cercando o local ele começou a tocar seu instrumento. Foram 14 horas de música. E, enquanto ele tocava, não houve violência, confronto ou atos de vandalismo. Todos foram envolvidos pela mágica de sua música e a Turquia teve uma noite de paz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em uma entrevista, Davide comentou o que presenciou:

Não houve ataques, não atiraram pedras, nada. Isso é incrível. Há dois dias atrás tiveram tumultos violentos e brutalidade aqui. As pessoas me agradeceram, porque durante o concerto eles encontraram paz.

Abaixo, veja o relato do jornalista português Paulo Moura que estava lá nessa noite:

“Tinha começado ontem à noite: um italiano levou o seu piano de cauda para o meio da praça Taksim. Era pouco antes da meia-noite, a hora em que se esperava o ataque derradeiro da polícia ao parque Gezi. Contingentes da polícia de intervenção posicionavam-se dos dois lados da praça – cercando a estátua de Ataturk e em frente ao Centro Cultural. No meio, sem ter para onde fugir, concentrava-se a multidão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E de repente começou. O italiano, Davide Martello, que vive na Alemanha e veio de lá com um piano de cauda no carro, atacou os acordes de Imagine. Havia holofotes apontando para ele e um sistema de amplificação sonora.

Em frente à polícia, armada de escudos e capacetes, Martello, de máscara de gás ao pescoço, interpretou Let it Be, e várias sonatas. A polícia ia atacar a qualquer momento, mas, em vez do gás lacrimogéneo, o som do piano enchia a praça.

Foi assim durante horas. E a violência não começou.

Entusiasmado com o êxito da receita, Martello repetiu-a hoje. Desta vez, colocou o piano a poucos metros dos polícias, junto à estátua. A multidão sentou-se à sua volta, e ele tocou, toda a noite. Juntou-se-lhe uma cantora de ópera.

Ver as cabeças dos polícias encaixadas nos capacetes com um sorriso embevecido enquanto os dois jovens músicos tocavam O Sole Mio para uma multidão de manifestantes foi das cenas mais extraordinárias que alguma vez vi. Aqueles polícias que pouco antes tinham mandado 5 mil pessoas para o hospital, e que apenas esperavam a ordem de atacar de novo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por alguma razão misteriosa, ninguém acreditava que o ataque começasse no meio de uma peça musical. Por isso, imitando Sherazade, o segredo era não parar.

Já vim para o hotel, mas ainda os ouço lá na praça a cantar. O que vale é que aos italianos nunca falta repertório.”

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

piano_04 piano_01 piano_02 piano_03

 

Relato via publico.pt.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Conheça as mágicas fotos das crianças no Festival Burning Man

A cidade não tem futuro sem seus filhos e isso vale para Black Rock City também, onde acontece o Burning Man, um lugar repleto...

A casa do Capoeira foi comprada! O guardador de carros que ajudou uma senhora a atravessar rua alagada agora tem um lar

Ele se mudará para a casa nova ainda este mês com o filho, a irmã e os sobrinhos. Confira tudo que aconteceu!

Jovem que deixou dinheiro voar conta com a honestidade dos pedestres em Salvador

O jovem caminhava pela Passarela do Iguatemi quando o vento levou seu dinheiro.

Clarice Falcão regrava “Survivor” e reverte parte da arrecadação para ONG feminista

Muitos já escutaram a doce voz de Clarice Falcão em programas de humor e comerciais, mas a artista é cheia de surpresas e um...

Menino ‘cria’ bicicleta para pedalar com primo cadeirante

Além de primos, Lisandro e Simón são melhores amigos.

Instagram