Após funcionário sofrer racismo, hamburgueria fecha as portas para clientes intolerantes

“A gerência não admite racistas neste recinto. Passar bem”. A hamburgueria Mad Rock’s, na cidade de Serra, no Espírito Santo, bem que poderia colocar uma placa com esse aviso na sua fachada, depois de um caso de racismo envolvendo um dos seus funcionários.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De qualquer forma, depois de mais um caso lamentável de racismo, num país extremamente miscigenado, clientes racistas não serão bem-vindos no local. O aviso foi dado num post da hamburgueria na sua página no Facebook.

Após funcionário sofrer racismo, hamburgueria fecha as portas para clientes intolerantes 3
Richardson

Tudo aconteceu depois que um cliente limpou a mão após cumprimentar Richardson – um funcionário simpático e atencioso –, só porque ele é negro. Mas, o desrespeito não parou por aí: na saída, o tal cliente afirmou que o local precisava contratar mais garçons – leia-se, garçons brancos.

Outra injustiça que nos comoveu foi com o Lucas, um rapaz de 26 anos preso injustamente por 3 anos. Criamos uma vaquinha para ele recomeçar sua vida

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após funcionário sofrer racismo, hamburgueria fecha as portas para clientes intolerantes 4

Como essa não é a primeira vez que um funcionário da casa é vítima de racismo escancarado – aliás, no mesmo dia, Richardson sofreu outro caso de racismo, no ônibus, quando uma senhora não quis se sentar no assento ao seu lado –, a Mad Rock’s postou uma nota de repúdio ao cliente racista e de solidariedade a Richardson nas redes sociais. Confira:

[Nota da redação]

Gente, imagina passar 3 anos da sua vida preso por crimes que não cometeu?! Foi o que aconteceu com o jovem Lucas de 26 anos em Ceilandia (DF). Condenado a 77 anos de prisão, Lucas que é pai de um menino de 5 anos, lutou com tudo para provar a sua inocência. Contribua numa vaquinha para mudar a realidade dele aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Graças a um policial civil que participava da investigação e acreditava na inocência do jovem, Lucas foi solto esta semana! Ele conseguiu apresentar indícios de que o rapaz não estava envolvido nos crimes.

O que ele mais lamenta é ter perdido tantos anos da infância do filho. 😔”O que eu mais queria era abraçar o meu filho!”.

Mas, agora em liberdade, ele se encontra perdido, sem ter por onde recomeçar a sua vida! Hoje, Lucas mora de aluguel com uma tia e passa o tempo livre com o filho e sua mãe.
A vaquinha é para que ele possa recomeçar comprando uma casinha para viver com o filho, já que ainda está sem emprego e tentando reorganizar sua vida. CONTRIBUA AQUI.
— continuação da matéria:

Sim, infelizmente em pleno 2017, ao invés de aparecer na sua timeline com alguma novidade, bandas, promoções, lanches, drinks, etc…estamos aqui falando sobre uma atitude nojenta, chamada RACISMO.
Nesses 18 meses que estamos em atividade, ouvimos relatos por parte de funcionários e clientes de racismo, homofobia, intolerância e discriminação no modo geral.
Lamentamos que esses relatos ocorreram tempos depois do ocorrido, impossibilitando uma posição mais rigorosa por parte da casa.
Ontem (24/10) ocorreu mais uma vez, e por medo de perder o emprego, o atendente só conseguiu relatar o ocorrido depois de um triste e longo choro. Lágrimas de quem não aguenta mais sair de casa para ir trabalhar e ser destratado por sua crença ou sua cor.
Quando nossa casa saiu do papel, veio com o propósito de matar a sede que a galera estava de Rock n’ Roll na noite da Grande Vitória. 
Amamos a música, acreditamos no rock criado por Rosetta Tharpe, Chuck Berry e Little Richard e eletrificado pelo negro Jimi Hendrix.
Dito isso, deixaremos claro quem somos pra você que já frequenta a nossa casa ou que ainda não conhece e pretende nos visitar em algum momento:

• Chegando em nossa casa, você sera abordado por um Host NEGRO.
• A possibilidade de você ser atendido por um(a) atendente NEGRO(A) é praticamente de 90%.
• Os drinks que são servidos pela casa é orquestrado por um talentosíssimo Barman NEGRO.
• Na cozinha onde é produzido nossos pratos e burgers maravilhosos, trabalham NEGROS.
• A grande maioria das bandas que tocam em nosso palco, tem integrantes NEGROS.
• Nosso Chefe de Praça é NORDESTINO (muitas vezes chamado de Ceará, Cabeção, Bahia, etc…em forma de sarcasmo)
• Caso você se sinta inseguro ou incomodado com alguém ou alguma coisa, pode solicitar a presença do nosso segurança…que também é NEGRO.
• Ah… se você também odeia pessoas tatuadas, sugerimos nem perder seu tempo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Se for muito dificil pra você lidar com o respeito, sugerimos ficar em casa.
Agora se nada disso te afeta, se pra você o que importa é a qualidade no atendimento, rock do bom, responsabilidade nos prazos de produção, lugar onde você possa se sentir à vontade e ser verdadeiramente quem você é…

VOCÊ É E SEMPRE SERÁ MUITO BEM VINDO EM NOSSA CASA.

Caso você, cliente ou funcionário, sinta-se ofendido, favor relatar IMEDIATAMENTE ao nosso gerente. Não podemos nos calar!”

Fotos: Edson Chagas/GZ/Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Após funcionário sofrer racismo, hamburgueria fecha as portas para clientes intolerantes 6

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,081,440SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem com Down junta lacres de latinha para ajudar quem tem câncer em BH

A missão dele é conseguir dinheiro para comprar perucas para quem está fazendo quimioterapia e precisou raspar a cabeça.

Jovem de Campo Grande troca bicicleta por ração para gatos adotados e comove a internet

Ele quis trocar sua bicicleta Caloi por potes de ração para seus gatinhos.

Ciclista encontra cachorro desnutrido na estrada e resolve adotá-lo. Agora, eles viajam juntos!

Quem já resgatou algum animal perdido sabe que não tem dia e nem local pra isso. E foi o que aconteceu com um casal...

Escritora traduz para a linguagem infantil temas como desigualdade, corrupção e preconceito

Alguns desenhos animados, filmes e músicas que as crianças tem acesso, descem ao nível mais baixo de degradação do ser humano. Com o objetivo...

Pets do Bem: Um site onde sua compra de ração ajuda animais abandonados a comerem

Quem tem um animal de estimação acaba sempre querendo promover o bem para os outros animais que ainda não deram a mesma sorte de...

Instagram

Após funcionário sofrer racismo, hamburgueria fecha as portas para clientes intolerantes 7