Após namorar por cartas, casal constrói casamento de quase meio século em MT

Nem mesmo a distância foi capaz de separar o casal Vilma Vargas dos Reis e Floregindo Ferreira dos Reis, seu Binho. Ele, morador de Rondonópolis. Ela, de Dom Aquino. Cidades de Mato Grosso, distantes cerca de 90 km.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eles se conheceram em 1973 quando Binho foi à Dom Aquino. “Quando eu cheguei em casa e o vi, eu disse: que homem lindo você é! De onde você apareceu? Surpreso e um pouco tímido ele me disse que tinha ido para batizar o meu irmão mais novo. Foi assim que nos conhecemos. Foi amor à primeira vista. Se ele quisesse casar, no dia seguinte eu já casava”, relata Vilma.

Após o batismo, e antes de Binho voltar para casa, Vilma o convidou para dançar valsa com ela na sua formatura da oitava série. Ele aceitou. Na véspera da formatura, em dezembro de 1973, ao saber que ele estava chegando, ela foi ao seu encontro e eles deram o primeiro beijo, embaixo de uma árvore. Começaram a namorar em seguida, com o consentimento dos seus pais.

após namorar cartas casal constrói casamento meio século
Vilma e Floregindo namoraram por cartas durante um ano

Como moravam distante um do outro, o principal meio de comunicação eram as cartas que trocaram durante um ano, do início do namoro até o casamento. Elas eram encaminhadas através de motoristas de ônibus e amigos que achavam uma loucura o namoro à distância, mas ajudavam. O amor entre os dois está registrado nessas cartas que guardam com carinho até hoje.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em maio de 1974 eles ficaram noivos e em dezembro do mesmo ano se casaram. “O casamento foi lindo. Foi no final da tarde sob a sombra das mangueiras. Eu estava realizando um grande sonho”, relembra Vilma. Após o casamento eles se mudaram para Rondonópolis, onde começaram a construir a vida a dois e tiveram três filhos, dois homens e uma mulher, que lhes deram oito netos, sete mulheres e um homem.

após namorar cartas casal constrói casamento meio século
O casal começou a vida a dois e teve três filhos e oito netos

Leia também: Casal ganha passagens aéreas para passar o Dia dos Namorados juntos

Vilma e Binho não se desgrudam. Gostam de fazer tudo juntos. Assistir filmes e esportes, passear e escutar músicas. A preferida deles é “Não são palavras lindas”, do cantor Heleno.

Como todo casal, às vezes eles se desentendem. Quando isso acontece param tudo, conversam, pedem desculpas e encontram juntos a causa e a solução para o problema.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após 46 anos de casamento, acreditam não existir um segredo para um relacionamento duradouro e feliz. “É um conjunto de habilidades que a gente vai desenvolvendo e essas habilidades se complementam”, afirma Vilma.

Cumplicidade, diálogo, compreensão e amor fazem parte desse conjunto. E eu agradeço a Deus até hoje pela vida que eu tenho. Eu considero uma benção divina a nossa vida. Agradeço muito ao criador por nos dar essa oportunidade de constituir uma família. É uma gratidão que eu vou levar eternamente”, completa Binho.

após namorar cartas casal constrói casamento meio século após namorar cartas casal constrói casamento meio século

após namorar cartas casal constrói casamento meio século após namorar cartas casal constrói casamento meio século

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

após namorar cartas casal constrói casamento meio século

*Texto e fotos por Dudu Magalhães

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,266,727SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Família vive em barco abandonado na Bahia e comove internautas. “Chegamos a comer ração para cachorro”

Há três anos, a família, uma criança de 12 anos, seu pai e um idoso, vive em situação de extrema pobreza num barco abandonado num bairro em Salvador, Bahia. Com chuvas recorrentes na região, família tem medo do barco todo furado afundar.

Aposentado envia bolo de aniversário a vizinhos que conheceu pela sacada e faz amizade com jovens, no RS

Apesar do isolamento social, eu tenho percebido que as pessoas estão muito mais próximas ultimamente. E isso tem resultado em histórias incríveis, como é...

Que tal estourar plástico-bolha enquanto espera o ônibus?

Todos nós, (pelo menos quase todos) quando vemos plástico bolha, dá uma vontade incontrolável de estourá-las. Pensando nisso, o artista italiano Biancoshock instalou folhas de plástico...

Festival de Curtas Geração CARE abre inscrições para jovens que querem mostrar transformações sociais

Atenção jovens estudantes de até 25 anos . Oportunidade de registrar e mostrar sua realidade  e/ou a realidade de outros jovens, no festival de...

21 Pit Bulls muito felizes a caminho de seus novos lares após adoção

O Razões para Acreditar apoia o Pit Bull Week organizado pelo Huffington Post, um esforço para acabar com os mitos e aumentar a conscientização sobre essa raça...

Instagram

Após namorar por cartas, casal constrói casamento de quase meio século em MT 2