Após perder irmã, fotógrafa faz homenagem emocionante retratando crianças com Síndrome de Down

A fotógrafo Julie Wilson fez uma série de retratos de crianças com Síndrome de Down depois do falecimento de sua irmã Dina há quatro anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dina tinha síndrome de Down e morreu de insuficiência cardíaca aos 35. Os médicos não esperavam que ela vivesse após seus 7 anos, e Wilson escreveu em seu blog que a incerteza sobre a vida de Dina era uma “montanha russa para os meus pais.”

Wilson usou seu talento para a fotografia para honrar a vida de sua irmã.

Wilson, que também leciona no jardim de infância em tempo integral na Egg Harbor Township, New Jersey, em primeiro lugar, buscou elenco no Facebook. Ela contou ao site de notícias local, o Shore News Today, que a resposta a surpreendeu. Wilson juntou-se com 11 famílias para as filmagens, e ela escreveu em seu blog que as lembranças de sua irmã vieram à tona, bem como algumas lágrimas.

“Algumas das crianças foram felizes como sempre, alguns estranharam, alguns teimosos”, escreveu ela. “Estes são todos os adjetivos que eu penso quando penso na minha irmã… Houve alguns momentos em que eu olhei para ver minha mãe com lágrimas nos olhos e um sorriso em seu rosto enquanto ela recordava.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Wilson disse que Dina era sua heroína.

“Dina inspirou completamente a minha sessão de fotos”, disse Wilson ao The Mighty por email. “Por causa dela e por causa da alegria que ela trouxe para a minha vida, eu pensei que fazer a sessão de fotos para o mês da consciência da síndrome de Down me traria a mesma alegria. Mas com toda a honestidade, esta filmagem foi mais surpreendente do que eu jamais poderia ter sonhado.”

Wilson não chorou na filmagem, mas ela admitiu que chorava todos os dias desde então. Ela sabe que Dina adoraria a série de fotos, e ela certamente pensou em como sua irmã poderia ter reagido às fotos se ela ainda estivesse viva.

“Ela teria sentado aqui com o maior sorriso no rosto e rindo sem parar”, disse Wilson ao The Mighty. “Como eu estou escrevendo isso, eu posso realmente ouvir a rir e a foto dela na minha cabeça não poderia ser mais clara… Ela estaria tão orgulhosa de mim.”

10006fb

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

10966fb

10968fb

10981fb

10993fb

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

10994fb

11005fb

11020fb

11022fb

11029fb

11037fb

11229765_10206807398610856_8204303709722847528_n

Fonte: The Mighty

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Após perder irmã, fotógrafa faz homenagem emocionante retratando crianças com Síndrome de Down 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,975,261SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com canoa improvisada, idoso de 69 anos passa os dias coletando lixo plástico de lago poluído na Índia

Faz cerca de seis anos que Rajppan Chettan está em uma missão em prol do meio ambiente. Apesar de não conseguir andar devido à...

Messi envia camisas para menino afegão que improvisou camisa com sacola de plástico

Não foi dessa vez que o pequeno Murtaza, 5 anos, conheceu o seu grande ídolo no futebol, Lionel Messi. O menino afegão ficou conhecido no...

Garoto autista vence mostra científica e sonha em construir fábrica de brinquedos

Micael venceu a Mostra Científica da Educação Básica de Cuité, na Paraíba, e sonha no futuro construir uma fábrica de brinquedos feitos a partir de "papelão, copo descartável, arame e tudo mais”.

Jovem paraibano cria jogo de tabuleiro sobre a história da capoeira

Um projeto do designer paraibano Wagner Porto Alexandrino da Silva visa nos fazer aprender a história da capoeira por meio de um jogo de tabuleiro. O...

Ciclistas salvam cachorro da boca de sucuri: ‘Não pensamos duas vezes’

Enquanto fazia uma trilha de bicicleta com dois amigos e dez cães que os acompanhavam, o ciclista e médico veterinário Paulo Sérgio Marqueti percebeu...

Instagram

Após perder irmã, fotógrafa faz homenagem emocionante retratando crianças com Síndrome de Down 4