Após perder o pai para o Parkinson, ele oferece passeios a idosos e pessoas com dificuldade de locomoção no Rio

O Plínio Amaro perdeu o pai para o Mal de Parkinson e decidiu usar tudo o que aprendeu cuidando do idoso para ser a companhia que muitos velhinhos sentem falta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Para a principal causa de demência infantil, o diagnóstico precoce é tão importante quanto o tratamento

Em conversa com o Razões para Acreditar, Plínio disse que se dedicou ao pai integralmente por alguns anos, pois o idoso precisava de cuidados especiais. Incluía passear com o pai pra ele ter momentos de distração.

“Nesse período, comigo o empurrando em uma cadeira de rodas, nós vivemos momentos muito marcantes nos passeios que fazíamos pelo Estado do Rio. Ele faleceu em agosto de 2016.”

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos
Plínio e o pai

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Plínio hoje oferece a idosos e pessoas com dificuldades de locomoção, sozinhas ou acompanhadas por um familiar, momentos como aqueles que viveu com o pai. “Eu raramente via idosos debilitados e cadeirantes nos passeios que fazíamos”, lembra Plínio.

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos

Leia também: Homem cria serviço que auxilia idosos a se locomoverem em Lajeado (RS)

Pode ser para um passeio ao ar livre e também para um exame médico, explica Plínio, que é formado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e dá todo crédito dessa conquista ao pai.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos
Plínio é formado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e dá todo crédito dessa conquista ao pai

“Eu adorava viver essas experiências com meu pai. Apesar de ser necessária muito paciência e disposição. Ele podia ter perdido a capacidade de andar e falar, mas não havia perdido a capacidade de se emocionar e menos ainda a vontade de viver. Ele foi uma companhia maravilhosa!”

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Publicitária larga emprego fixo para virar “Neta de Aluguel” em Uberlândia

A foto do cartão de Plínio é de um passeio com o pai na Ilha de Paquetá. Ao lado está o telefone de contato e o Instagram de Plínio para os interessados no seu serviço.

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idosos

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

após perder pai parkinson ele oferece serviço acompanhante idososcrédito das fotos: Reprodução/Instagram @amaroplinio

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,642,968SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mulher conversa com morador de rua em SP e descobre que ele quer falar com sua filha há anos e resolve ajudar

Nesta semana, uma mulher postou uma história no Facebook que tem sido compartilhada milhares de vezes e nós vamos entrar nessa corrente do bem....

Casal de aventureiros escalam montanha para casamento dos sonhos nas alturas

Amar é como escalar uma montanha e este casal do Colorado realmente levou isso bem a sério. Eles escalaram um pico chamado “The Chief in British...

Licença paternidade de 8 semanas é um dos destaques do relatório anual da Johnson & Johnson

Quando recebi o relatório anual da Johnson & Johnson, chamado "Saúde para a Humanidade", resolvi, antes de mais nada, pesquisar um pouco mais sobre a...

15 frases de mães que vão fazer você chorar de rir (e refletir também!)

É aquele ditado: “Mãe é tudo igual, só muda de endereço”.

Cadelinha observa atenta filhotes na incubadora

A cadelinha, da raça bulldog francês, não saiu de perto da incubadora nem por um instante.

Instagram