Após um ano internado, menino de 6 anos recebe ajuda de palhaços para “fugir” do hospital

Depois de um ano internado em um hospital em Belo Horizonte, por problemas no intestino, nos rins e na espera de um transplante, Matheus Theodoro Oliveira, de 6 anos, finalmente recebeu alta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele deixa o hospital exatamente um ano após ser internado. Para tornar esse momento mais emocionante, os palhaços que ele conheceu no hospital prepararam uma “fuga” para o pequeno.

“É uma alta hospitalar bem estabelecida, e nós estamos entrando na fantasia dele. Depois de um ano de internação é um menino brilhante que participa de todas as brincadeiras, inclusive as visuais”, conta o médico pediatra, Marcos Vasconcelos.

Todos no hospital já sabiam que ele teria alta, menos o próprio Matheus, assim a brincadeira-surpresa-fuga seria mais especial e divertida.

“A alta dele é surpresa porque a gente vai simular um plano de fuga com ele então ele está achando que vai fugir do hospital e é tudo uma grande brincadeira”, conta a tia Isabela Cristina em entrevista ao G1.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após tomar banho e vestir sua fantasia de super-herói, com a ajuda dos palhaços da ONG Hahaha, eles se esconderam numa caixa, como um brinquedo, e tudo foi feito como Matheus planejou com os palhaços.

“Já estou planejando até uma fuga de tanto tempo que estou aqui”, avisa Matheus. Ele também disse que a primeira coisa que vai fazer quando sair de casa será comer acerola.

A caixa foi levada até a ambulância, onde ele pediu que não contassem para ninguém que ele estava fugindo. Todos os procedimentos médicos, como medicamentos e maca foram cumpridos, além de muito carinho.

Quando ele chegou em casa, uma festa o esperava. “Deu tudo certo”, comemorou Matheus.

Matheus vive em hospitais desde que nasceu. Além das complicações citadas antes, ele está perdendo a visão por causa da catarata.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele tem uma deficiência visual por causa do descolamento de retina que ele teve. De um olho ele não enxerga bem e de outro ele só enxerga a claridade e a escuridão”, diz a mãe de Matheus, Gecilene Oliveira Matos.

Ele ainda precisa do transplante fora do País e encara essa luta com muito humor e amor.

Clique aqui e assista à matéria completa.

Fonte: G1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,839,934SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Vovó aprende a fazer videochamada em tablet para conversar com a neta na pandemia

A pandemia tem impedido as famílias de se encontrarem, mas muita gente está dando um jeitinho para continuar mantendo contato, mesmo que virtualmente. Este...

Médico cuida de pacientes com alimentos frescos em vez de remédios

O médico Garth Davis, do Mermorian Herman Medical Center, no Texas, vem chamando atenção por estar cuidando de seus pacientes com alimentos orgânicos. "Muitas vezes o que...

Salvador ganha mural produzido com tinta capaz de purificar o ar

Recentemente, a cidade de Salvador ganhou um mural produzido com uma tinta capaz de purificar o ar. De acordo com a Converse, empresa famosa por...

Cresce o número de pessoas com autismo no mercado de trabalho

(Por Claudia Corbett) Eles têm alto índice de concentração, foco e objetividade. Possuem habilidades específicas em organização, facilidade no cumprimento de regras e normas, são...

Pai se voluntaria como palhaço em hospitais e faz surpresa para filho internado

Luciano Oliveira é pai do Biel e se voluntariou como palhaço para fazer uma surpresa para o filho às vésperas de um transplante de medula óssea.

Instagram