Aposentado envia bolo de aniversário a vizinhos que conheceu pela sacada e faz amizade com jovens, no RS

Apesar do isolamento social, eu tenho percebido que as pessoas estão muito mais próximas ultimamente. E isso tem resultado em histórias incríveis, como é a do James Russo, 62 anos, com seus vizinhos, lá em Porto Alegre.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De um lado da avenida, jovens estudantes do RS e SP. Do outro, está James, que é auditor fiscal aposentado e vive sozinho com seus dois gatos, Urraca e Rupert.

Nos últimos dias essa amizade inusitada ganhou repercussão na rede, depois de James enviar um bolo com um bilhetinho para os jovens.

Ele mandou um bolo. Estranhamos no início. Como alguém manda um bolo inteiro? Mas aí entendemos pelo bilhete“, conta Natália Nunes, 24 anos, uma das estudantes.

O bilhete foi escrito atrás de um cartão-postal, onde James contava que tinha comemorado seu aniversário sozinho e, por isso, queria dividir o bolo com os vizinhos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aos meus vizinhos do sexto andar e novos futuros amigos. Queridos, estive de aniversário e passei sozinho na pandemia. Então comam este bolinho para comemorar comigo“.

idoso na varanda do apartamento

Amizade ganhou até um grupo de Whatsapp

A amizade começou quando James elogiou a decoração do apartamento, em um dia que os estudantes fizeram uma festa junina – sem convidados externos.

A amizade que a gente criou mostra que é possível estabelecer empatia neste momento tão grave, e neste stress em que a gente vive, de extremos”, comenta James.

É uma história tão simples, que chama atenção. É demais”, diz Gabryel Prado, outro morador do apartamento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Temos uma amizade maior com ele do que com muitos do nosso próprio prédio”, conta Tatiane Correr, que também mora no apartamento dos estudantes.

Para não precisar mais ficar gritando de uma sacada para a outra, os estudantes e o aposentado criaram o grupo “Sexto andar + James“, para que eles conversem mais.

Nas mensagens, James já enviou fotos de sua biblioteca particular e ofereceu os livros como empréstimo.

Eles também se divertem com a proporção que o caso alcançou. Ainda assim, os estudantes e James querem mais é “que essa pandemia passe e a gente possa se encontrar pra tomar um cafezinho juntos“.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os novos amigos se ofereceram para fazer compras no supermercado, para que James não precise sair, já que está no grupo de risco para o coronavírus.

Os estudantes também enviaram uma cesta de café da manhã para James, como forma de agradecimento pelo bolo.

E eu, do lado de cá, só fiquei morrendo de vontade de conhecer todos eles! 🥰

Olha a entrevista que os estudantes e James deram para a Rádio Gaúcha!

FONTE: GauchaZH

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,121,804SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileiro conquista primeiro lugar em competição global de inovação

O estudante de Engenharia Química da Universidade Federal da Bahia, Bruno Oliveira, é um dos integrantes da equipe vencedora da etapa global do programa Invent...

Internautas criam vaquinha para idoso que mora há anos isolado em casa de taipa só com fubá e sal para comer

Gente do céu!! O seu Antônio Farias, 57 anos, mora sozinho e isolado há anos numa casa de taipa na Zona Rural de Alagoa...

Escritora lança livro educativo para crianças contra abuso sexual na infância

Crianças que sofrem abuso sexual na infância, na maioria das vezes, não sabem que estão sendo violentadas ora por desconhecerem o seu corpo ora...

Brasileiro inova ao criar oficina mecânica móvel e aumenta o faturamento mensal

Existe pelo menos um fato indiscutível no Brasil: aqui encontramos uma criatividade sem tamanho. Depois de perder o emprego, Matheus Roberto Silveira inovou ao...

Escritor e cientista brasileiro com paralisia cerebral publicou 74 livros

O escritor e cientista Emílio Figueira tem paralisia cerebral e já publicou mais de 70 livros.

Instagram

Aposentado envia bolo de aniversário a vizinhos que conheceu pela sacada e faz amizade com jovens, no RS 3