App criado por estudantes conecta quem precisa de sangue com pessoas dispostas a doar

Criado por um grupo de alunos do Insper, o Blooder é um aplicativo que conecta quem está precisando de sangue com quem pode doar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele foi pensado para pessoas que sabem de alguém que está necessita de doação ou que tem vontade de doar sangue mas não sabe bem como ou onde.

a-person-giving-blood-pic-afp-494784245

O site do projetos também traz diversos esclarecimentos sobre a doação e também serve de canal para quem quiser ajudar a manter o projeto.

O app está disponível para Android e iOS.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,839,934SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Grupo distribui caixas com livros infantis na Zona Norte do Rio

Projeto 'Caixolas da Alegria' já conta com dez pontos onde crianças podem pegar um livro de graça.

Em SP, Papai Noel usa rapel para presentear crianças com câncer

Um Papai Noel diferente: esbelto e radical desceu de rapel a sede do GRAACC, na Vila Clementino, Zona Sul de São Paulo, para entregar...

Governo do RJ fornecerá esteiras para cadeirantes nas praias

"A praia é um espaço democrático e o Estado do Rio é reconhecido pela sua bonita orla. As praias têm que ser utilizadas por todos os habitantes do nosso estado".

Vilarejo na Uganda recebe água potável pela primeira vez e reação de moradores é de pura alegria

Para os 500 moradores do vilarejo de Namwiwa, na Uganda, ter água potável jorrando do poço é mais que um motivo para comemorar. O...

Elas fizeram um livro infantil contando histórias de 100 mulheres que mudaram o mundo

As duas atuaram na indústria de mídia para crianças por cinco anos e sentiam-se frustradas pela contínua onda de estereótipos de gênero que ainda permeia as narrativas de história.

Instagram