App usa economia compartilhada para baratear consultas médicas

A tecnologia pode ajudar a resolver diversos problemas. Um deles são os preços salgados dos planos de saúde. O aplicativo Dandelin surge como uma alternativa para resolver o problema, ou pelo menos uma parte dele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os próprios usuários financiam as consultas uns dos outros e, assim, o pagamento mensal por usuário, com direito a consultas ilimitadas, nunca ultrapassa os R$ 100,00.

Acreditamos que saúde deveria ser um direito de todos, não um luxo pra poucos. Também acreditamos que o sistema está saturado e desatualizado, seja público ou privado. Portanto, ao incentivarmos a mudança também teríamos um serviço de qualidade, mais atenção ao paciente e melhor remuneração ao médico”, disse a co-fundadora do app, Mára Rêdiggollo.

Aplicativo que usa economia compartilhada para democratizar preço de consultas médicas
Foto: Marketing/Dandelin

Também usando a tecnologia, o ‘Tinder da doação de sangue’ conecta doadores a quem precisa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os médicos recebem o pagamento por consulta. Como nem todo mundo marca consulta todo mês, a startup consegue dividir os pagamentos entre todos os conveniados.

Aplicativo que usa economia compartilhada para democratizar preço de consultas médicas
Foto: Marketing/Dandelin

“Aplicamos esse conceito de compartilhar recursos com a necessidade de alternativas ao sistema particular de saúde – que tem inflações altíssimas – e também ao SUS. Desta forma, temos uma rede colaborativa na qual todos se ajudam igualitariamente“, explicou Mára.

Co-fundadora do APP que usa economia compartilhada para democratizar preço de consultas médicas
Mára desenvolvei projeto junto com sócio Felipe Burattini. Foto: Marketing/Dandelin

A história da noiva que visitou a amiga 1 hora antes do seu casamento define o que é amizade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O app funciona em São Paulo (SP) e a ideia é mesmo democratizar o acesso à saúde na rede privada. Segundo o IBGE, em três anos, os planos de saúde subiram mais do que o triplo da inflação: um aumento de 36,61%, contra o índice de 11,41%.

APP que democratiza preço de consultas
Foto: Marketing/Dandelin

“Para ser registrado na nossa base o paciente precisa apenas ser maior de 18 anos e ter acesso ao pagamento via cartão de crédito. Não fazemos distinção de idade, CEP, holerite ou qualquer outro fator externo. Todo mundo se ajuda“, finaliza Mára.

O aplicativo hoje tem mais de 2.800 pacientes cadastrados. Já o número de médicos aproxima-se de 800, de 61 especialidades e com 33 mil horários disponíveis.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja melhor como funciona:

Tem mais informação sobre o Dadelin lá no site da startup. O app está disponível na Play Store do Google e na Apple Store.

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,848SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto faz festas de aniversários para crianças carentes que moram em abrigos

Fazer festas de aniversários pode ser uma feliz rotina para muitas crianças ao redor do mundo, mas, bem aqui na cidade de São Paulo, também...

Comida para quem precisa e renda para quem produz: campanha doa 125 mil refeições à população de rua (SP)

Nas ruas, pessoas que ansiavam por um prato de comida. Dentro de suas casas, outras que perderam os seus empregos. Dois grupos distintos, mas...

História do menino de 7 anos que tentou vender aviões de papel viraliza e internautas apoiam vaquinha

A pureza de Arthur dos Santos, 7 anos, tocou o coração de internautas e viralizou nas redes sociais. O pequeno decidiu vender aviões de...

Estudante se torna primeiro surdo a defender tese de doutorado na UFPE

O estudante Marcelo Amorim é o primeiro aluno surdo na história da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) a defender uma tese de doutorado e...

Cientistas recriam uma “super-enzima”capaz de degradar plástico 6 vezes mais rápido

O problema de descarte do plástico na natureza tem gerado boas pesquisas e estudos, que buscam uma solução realmente efetiva para o caso. E dessa...

Instagram

App usa economia compartilhada para baratear consultas médicas 2