Arara atropelada ganha implante de bico inédito no MS

Uma arara-canindé vítima de atropelamento ganhou um implante de bico para poder se alimentar. A cirurgia aconteceu no dia 29 de fevereiro, em Campo Grande (MS).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A arara foi resgatada pela Polícia Militar Ambiental (PMA) com ferimentos graves, especialmente no bico, sendo levada às pressas para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS).

O veterinário Lucas Cazati coordenou a equipe de cirurgia que realizou o implante.

“Ela chegou com muito sangramento e desde a sua entrada no CRAS, até a cirurgia, o trabalho se concentrou em tirá-la da situação de risco. Realizamos todo um procedimento que nos permitiu um diagnóstico favorável à cirurgia”, contou ao Instituto de Meio Ambiente do estado (Imasul).

Arara-canindé atropelada recebe implante de bico
Foto: Imasul/Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A equipe veterinária já havia realizado pequenas cirurgias reparativas em jabutis, mas a cirurgia em uma ave foi nova – e bem mais complexa.

“Utilizamos um bico de animal já falecido, que foi recortado, ajustado com resina de dentista e fixado com parafusos ortopédicos, de forma que a arara fique bem e consiga se alimentar”, explicou Lucas.

Uma bióloga sul-mato-grossense dedicou 30 dos seus 58 anos às araras-azuis-grandes, tirando a espécie da lista de animais ameaçados de extinção.

Uma das principais características da arara-canindé (também chamada de arara-de-barriga-amarela ou arari) é seu bico forte e resistente. Elas costumam ingerir pedrinhas que auxiliam na trituração de sementes das palmeiras, parte importante de suas dietas.

Arara-canindé atropelada recebe implante de bico
Foto: Imasul/Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O implante do bico levou 1h30, envolvendo 7 profissionais, entre veterinários, biólogos e zootecnista. Foi um sucesso! Agora, a ararinha segue sob observação médica.

[Uma reserva ambiental no Amapá precisa de apoio para não fechar as portas. Clique aqui e saiba como ajudar.]

Inicialmente, ela deve ser alimentada com alimentos mais macios, como mamão e outras frutas.

“É um período que exige cuidados, mas nosso prognóstico é de que em até 2 meses ela poderá ter condições de voltar à natureza”, disse Cazati.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

Fonte: G1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Morador de rua chora com presente de aniversário surpresa que recebeu

Para muitos, essas pessoas são invisíveis, passando desapercebidas todos os dias. Porém, algumas vezes pessoas de bem vem trazer algum conforto a essas pessoas. Este...

Jornalista provoca candidata no Peru com pergunta em francês e recebe resposta em quechua

Quem fala o que quer, ouve o que não quer! Durante  entrevista à emissora Fuente Latina, o jornalista e advogado Aldo Mariátegui, conhecido por sua posição de...

Restaurante oferece marmitex de graça para necessitados em Americana (SP)

Os proprietários de um restaurante em Americana (SP) começaram uma campanha solidária de doação de alimentos, chamando a atenção dos que passam pela Rua Doze...

Espécie ameaçada de extinção, panda-gigante dá à luz bebês gêmeos em zoológico da França [VÍDEO]

Na madrugada da última segunda-feira (2), a panda-gigante Huan Huan deu à luz dois filhotes gêmeos saudáveis no ZooParc de Beauval, um dos maiores...

Seja voluntário e leve cães sem lar passear aos domingos

Desde 2009, um grupo de voluntários saem para passear aos domingos com o cães abrigados no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ)  de São Paulo. Além...

Instagram