Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura

Nem em seus sonhos mais loucos, Diébédo Francis Kéré imaginava que iria voar tão alto e chegar tão longe com seu maior hobby e paixão: a arquitetura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Você consegue imaginar? Nasci em Burkina Faso, um país da África Ocidental, nesta pequena aldeia onde não havia escola. E meu pai queria que eu aprendesse a ler e escrever de maneira muito simples, porque assim poderia traduzir ou ler suas cartas”, disse Kéré.

Recentemente, ele foi homenageado pela Universidade de Oxford após ganhar o Prêmio Pritzker, também chamado de “Prêmio Nobel de Arquitetura”.

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura
Foto: Prêmio Pritzker de Arquitetura

Sempre sorridente e leve, o arquiteto está em constante evolução: abriu seu próprio ateliê e hoje trabalha na construção de um edifício do governo de Burkina Faso inspirado em uma árvore nativa. Segundo ele, o prédio será um símbolo da África Ocidental, refletindo a tradição e a jovem democracia do seu país.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Esse edifício será um lugar de comunhão para que as pessoas possam se reunir, tomar decisões e comemorar”, disse Kéré, com os olhos brilhando.

O arquiteto é o primeiro homem negro a vencer o Prêmio Pritzker em 43 anos desde sua fundação, em 1979. Antes do prêmio, ele recebeu inúmeros elogios em sua área, além de reconhecimentos, como o Prêmio Aga Khan e a medalha Thomas Jefferson.

Antes de ser convidado para idealizar grandes construções, Kéré se dedicava a assinar as plantas de escolas primárias e clínicas de saúde de seu país.

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura
A Escola Benga Riverside que o arquiteto projetou. Foto: Prêmio Pritzker de Arquitetura

“Francis Kéré fornece uma arquitetura pioneira – sustentável para a terra e seus habitantes – em terras de extrema escassez”, disse o presidente do comitê, Tom Pritzker, em um comunicado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele é igualmente arquiteto e servidor público, aprimorando a vida e as experiências de inúmeros cidadãos em uma região do mundo às vezes esquecida. Através de edifícios que demonstram beleza, modéstia, ousadia e invenção, e pela integridade de sua arquitetura, Kéré defende graciosamente a missão deste Prêmio.”

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura
O Instituto de Tecnologia de Burkina Faso. Foto: Prêmio Pritzker de Arquitetura

Kéré diz que sua prática arquitetônica foi inspirada em sua própria experiência de frequentar a escola com cerca de 100 outras crianças em uma região onde as temperaturas excedem regularmente os 38 graus Celsius. “Era sempre tudo muito quente dentro da escola. E não havia luz, enquanto lá fora, a luz do sol era abundante. Isso cresceu na minha cabeça com o passar dos anos e me motivou a pensar em soluções melhores, que tornassem a vida das pessoas mais fácil”.

Em seus projetos para a Escola Primária Gando e a Escola Secundária Naaba Belem Goumma em Burkina Faso, Kéré utilizou materiais de construção tradicionais, como argila local misturada com concreto, e projetou cômodos com espaços bem ventilados que reduzem a necessidade de ar condicionado. Ele queria que os edifícios evocassem a sensação de um oásis. “Estou criando um pequeno paraíso para muitas, muitas crianças, para serem felizes e aprenderem a ler e escrever“, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura
O Centro de Saúde e Bem-Estar Social em Laongo, Burkina Faso. Foto: Prêmio Pritzker de Arquitetura

Aos vinte anos, em 1985, Kéré ganhou uma bolsa de estudos para estudar carpintaria em Berlim. Nos anos 2000, conquistou o mestrado em Arquitetura.

Ele ainda era um estudante quando projetou e construiu a inovadora Escola Primária Gando. O reconhecimento que ganhou ajudou Kéré a estabelecer sua própria prática em Berlim, na Alemanha.

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura
A Escola Lycée Schorge, em Palogo, Burkina Faso. Foto: Prêmio Pritzker de Arquitetura

“Ele sabe, por dentro, que a arquitetura não é sobre o objeto, mas o objetivo; não o produto, mas o processo”, disseram os jurados do Prêmio Pritzker.

“Todo o corpo de trabalho de Francis Kéré nos mostra o poder da materialidade enraizada no lugar onde se vive. Seus edifícios, para e com as comunidades, são diretamente dessas comunidades – em sua fabricação, seus materiais, seus programas e seus personagens únicos.”

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura
O Serpentine Pavilion, construído em Kensington Gardens, em Londres, e idealizou por Kéré. Foto: Premio Pritzker de Arquitetura

Fonte: Upsocl

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,813,545SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ela se tornou a 1ª “Angel” com Down da Victoria’s Secret: “Chorei ao receber a ligação”

Por décadas, os grandes designers e estúdios de moda optaram por modelos que seguiam padrões estéticos muito específicos, atraentes aos olhos da maioria e...

[VÍDEO] Bombeiro resgata homem com deficiência de alagamento em SP: ‘Tenho a melhor profissão do mundo’

O bombeiro Deivide Teixeira Carlos, do Corpo de Bombeiros do interior de São Paulo, não somente ama o que faz, como tem certeza que...

Fotógrafo faz ‘newborn invertido’ do pai dele e nos lembra de algo importante

"Quem cuidou de você um dia hoje precisa de você."

Funcionário da Casas Bahia adota cachorro que ‘visitava’ a loja diariamente em Suzano (SP)

Ahh, esta é mais uma daquelas histórias com finais felizes que adoramos contar! Lembram do cachorro da Casas Bahia que foi registrado dormindo em...

“Me chamavam de doida”: Escritora com bipolaridade transforma anos de terapia em livro de poesias

Quando jovem, a escritora e música Maria Gorete de Moura, 61 anos, se apaixonou pela poesia. Na adolescência, se destacava em concursos de letras...

Instagram

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura 2