Arquiteto usa plástico reciclado para construir moradias para desabrigados

O plástico é um dos grandes vilões da poluição ambiental por causa do tempo que ele leva para se decompor na natureza: mais de 100 anos! A quantidade de plástico que descartamos na natureza daria para ser reciclada e ganhar uma nova utilidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi o que pensou o arquiteto colombiano Oscar Mendez, que desenvolveu um tipo de tijolo feito com plástico e borracha descartados para construir moradias de alta qualidade e baixo custo para moradores de rua.

12670905_515922295258873_4194862911703280696_n-768x576

A empresa fundada por Mendez, a Coceptos Plásticos, já construiu por volta de 4,9 km² de moradia. Uma casa de 130 m² pode ser erguida em apenas cinco dias com o trabalho de quatro pessoas.

13230139_534407036743732_3683128268788321192_n-768x388

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto já reciclou 300 toneladas de plástico, resolvendo dois problemas com uma cajadada só, o da poluição ambiental e o da falta de moradia para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Vem saber mais:

Com informações do Catraca Livre

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,559,192SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Este vídeo vai te convencer a deixar seu celular um pouco de lado

Como no mundo da moda, ou do design dizem “para toda tendência existe uma contra tendência”. No mundo em que vivemos hoje as pessoas...

Milionário investe toda sua fortuna em abrigo para salvar cães do mercado de carne na China

O milionário chinês de 29 anos ficou horrorizado quando encontrou seu cão desaparecido num mercado de carne. Em 2012, ele construiu um abrigo na...

Casal de POA cria marca infantil sem definição de gênero e com responsabilidade social

Eles também quiseram fugir da questão de gênero, e não diferem suas peças entre meninos e meninas. “A gente acredita em educar para as diferenças, e não para a semelhança.

“Netflix da educação”: brasileiro cria plataforma que oferece cursos com transmissão de vídeos por demanda

O IPED.TV oferece um serviço parecido com o da Netflix, que disponibiliza um catálogo de séries e filmes por demanda. Neste caso, são conteúdos profissionalizantes,...

Ação em Pelotas/RS estimula as pessoas a se elogiarem enquanto aguardam na sinaleira (semáforo)

Na cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, o projeto “Elogios na Sinaleira” busca reaproximar as pessoas enquanto elas esperam na sinaleira (semáforo)...

Instagram