Jovem consegue arrecadar 15 mil dólares para enviar sobrevivente do Holocausto para Israel

Um adolescente do sul da Califórnia arrecadou cerca de US $ 15.000 para enviar um sobrevivente do Holocausto de 89 anos para Israel, para ele possa conhecer seu último parente vivo e, finalmente, receber seu Bar-Mitzvá.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Drew Principe, 17, tornou-se amigo do sobrevivente do Holocausto, Henry Oster, depois que o atleta de 89 anos fez uma palestra em sua escola secundária do sul da Califórnia, em janeiro.

Oster contou aos alunos sobre suas experiências durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1941, ele e sua família foram deportados pelos nazistas, da sua casa em Colônia, na Alemanha, algumas semanas antes dele celebrar seu Bar-Mitzvá, uma cerimônia judaica.

Eles foram levados para a Polônia, onde, infelizmente, seu pai morreu de fome.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Logo depois, Oster e sua mãe foram enviados para Auschwitz, onde ela foi gaseada na chegada. Por fim, Oster foi enviado a alguns campos diferentes antes de ser libertado aos 17, pelo Exército dos E.U.A.

Ele foi enviado a um orfanato na França, onde um tio em Los Angeles descobriu seu nome em uma lista de sobreviventes e convidou-o a ir para os Estados Unidos para viver com ele.

Quando Drew soube que Oster nunca tinha ido a Israel, ele começou a angariar fundos para que ele pudesse viajar.

Assim, surgiu a amizade entre os dois.

No começo deste ano, Prince escreveu uma carta à família e aos amigos, explicando como Oster nunca tinha ido a Israel e como queria mandá-lo lá como presente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele conseguiu arrecadar $ 15,000 para a viagem.

Oster e sua esposa Susan, junto com Prince e sua família, partiram para Israel, onde Oster vai se encontrar pela primeira vez com seu último parente vivo, um primo que mora em Tel Aviv e ser formalmente reconhecido pelo memorial israelense do Holocausto como um sobrevivente.

Prince também ofereceu a Oster uma pulseira que recebeu na viagem a Israel, com uma oração judaica escrita nela.
“É realmente um gesto que não pode ser medido”, disse Oster.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E claro, ele também celebrará o Bar-Mitzvá que ele nunca teve.

Fotos: Jennifer Principe/ Spungen Family Foundation

Via

 

 

 

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,637,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Gatinho de rua é “contratado” pela OAB e ganha até crachá com foto

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) do Amapá, Auriney Brito, recebeu recentemente um novo membro para a ordem: um filhote de...

Doguinho cuida da irmã surda e cega em abrigo como seu cão-guia pessoal

Um casal de fazendeiros encontrou uma cachorra que havia acabado de dar à luz e uma ninhada de 8 filhotes abandonados em uma estrada...

Mesmo doente terminal de câncer, ela casou cinco dias antes de morrer

Essa história é um pouco antiga, mas vale a pena ser contada para quem não soube na época. A curta, porém rica, história de Katie...

Alunos plantam e colhem abóbora gigante de 50 kg e 1 metro em escola no DF

O que falar de uma abóbora gigante que foi plantada em novembro do ano passado e que foi colhida na semana passada pesando nada...

Aprovado respirador criado pela USP feito em 2 horas e 15 vezes mais barato

Pesquisadores da Escola Politécnica (Poli) da USP desenvolveram um ventilador pulmonar 15 vezes mais barato do que os disponíveis atualmente no mercado. O protótipo foi...

Instagram