Jovem consegue arrecadar 15 mil dólares para enviar sobrevivente do Holocausto para Israel

Um adolescente do sul da Califórnia arrecadou cerca de US $ 15.000 para enviar um sobrevivente do Holocausto de 89 anos para Israel, para ele possa conhecer seu último parente vivo e, finalmente, receber seu Bar-Mitzvá.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Drew Principe, 17, tornou-se amigo do sobrevivente do Holocausto, Henry Oster, depois que o atleta de 89 anos fez uma palestra em sua escola secundária do sul da Califórnia, em janeiro.

Oster contou aos alunos sobre suas experiências durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1941, ele e sua família foram deportados pelos nazistas, da sua casa em Colônia, na Alemanha, algumas semanas antes dele celebrar seu Bar-Mitzvá, uma cerimônia judaica.

Eles foram levados para a Polônia, onde, infelizmente, seu pai morreu de fome.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Logo depois, Oster e sua mãe foram enviados para Auschwitz, onde ela foi gaseada na chegada. Por fim, Oster foi enviado a alguns campos diferentes antes de ser libertado aos 17, pelo Exército dos E.U.A.

Ele foi enviado a um orfanato na França, onde um tio em Los Angeles descobriu seu nome em uma lista de sobreviventes e convidou-o a ir para os Estados Unidos para viver com ele.

Quando Drew soube que Oster nunca tinha ido a Israel, ele começou a angariar fundos para que ele pudesse viajar.

Assim, surgiu a amizade entre os dois.

No começo deste ano, Prince escreveu uma carta à família e aos amigos, explicando como Oster nunca tinha ido a Israel e como queria mandá-lo lá como presente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele conseguiu arrecadar $ 15,000 para a viagem.

Oster e sua esposa Susan, junto com Prince e sua família, partiram para Israel, onde Oster vai se encontrar pela primeira vez com seu último parente vivo, um primo que mora em Tel Aviv e ser formalmente reconhecido pelo memorial israelense do Holocausto como um sobrevivente.

Prince também ofereceu a Oster uma pulseira que recebeu na viagem a Israel, com uma oração judaica escrita nela.
“É realmente um gesto que não pode ser medido”, disse Oster.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E claro, ele também celebrará o Bar-Mitzvá que ele nunca teve.

Fotos: Jennifer Principe/ Spungen Family Foundation

Via

 

 

 

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,843,411SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cachorro idoso sem o movimento das patinhas leva melhor amigo a todos os lugares

Rex, um cão da raça Boxer, nasceu com uma doença na coluna vertebral que pode paralisar as pernas traseiras do cachorro, chamada mielopatia. O...

Artista transforma sucata em esculturas animais perfeitas

Especializado em metal e inspirado na natureza, o artista John Brown transforma pedaços de peças de sucata em esculturas de animais. O artista talentoso consegue...

Sem ajuda do governo ela salva cães abandonados e feridos nas ruas do Teerã

Existem as pessoas que amam os animais e existem aquelas pessoas que dedicam suas vidas à causa animal, como é o caso da iraniana...

“Meu filho é o menor do basquete, mas está dando um baile em todos vocês!”

“As multidões eram as piores. Qualquer pequena pessoa vai te dizer isso. Não há nada pior do que multidões: ser olhado, ser visto. Pessoas...

Instagram