Experiência com palavras positivas e negativas muda forma de arroz em escola no Paraná

Uma professora de Curitiba fez um experimento curioso para mostrar aos seus alunos a força que as palavras têm. Ana Paula Frezatto Martins, professora de educação física, usou dois potes de arroz cozido.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela reuniu os alunos e pediu para que eles dissessem palavras positivas para um, e negativas para o outro. O arroz do pote “do amor” fermentou naturalmente. Já o arroz do pote “do ódio” embolorou todinho.

“Nas aulas, procuro explicar para as crianças que nem sempre as coisas acontecem de maneira positiva em nossa vida. Tudo depende de como vamos reagir e nos posicionar”, disse Ana Paula, em entrevista ao G1.

Ana Paula inseriu a mesma quantidade de arroz cozido nos dois potes. O experimento aconteceu na quadra da escola. Os potes foram colocados no meio do círculo formado pela turma.

arroz-escola

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para o pote “do mal”, os estudantes falaram, por exemplo, que o arroz não servia para nada, que era imprestável e que não conseguia fazer nada de bom. Depois disso, o recipiente foi selado.

O pote “do bem” recebeu elogios que as crianças gostariam de ouvir dos professores, da família e da sociedade de forma geral. “Eles falaram que são especiais, que conseguem fazer qualquer coisa, que têm capacidade e inteligência”, relata a professora. Os dois frascos ficaram fechados por dois meses.

Os alunos entenderam a proposta do experimento: “Quando você fala uma coisa boa, como ‘você vai conseguir’, você sente no seu coração que vai conseguir”, conta a aluna Anita Santini Trevisan, de apenas 10 anos.

“Quando a gente fala mal do outro ou da gente, a gente acaba se danificando mais do que a gente espera. E acaba não percebendo”, complementa Henrique Durante Kloster, também de 10 anos.

arroz-escola
Ana e Henrique participaram do experimento. (Foto: Escola Atuação/Acervo Pessoal)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,836,848SeguidoresSeguir
24,779SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Sobrevivente de câncer cria cartões honestos e divertidos para ajudar outros pacientes

A artista Emily McDowell criou uma série de cartões postais que são engraçados, mas muito significativos também. McDowell, uma sobrevivente de câncer, criou os Cartões da Empatia...

Jovem brasileira quer acabar com a falta de moradia imprimindo casas

Aos 22, Anielle Guedes já fez discurso nas Nações Unidas, em Genebra, na Suíça, é embaixadora do [email protected] no Brasil e acaba de ser convidada para falar...

Bahia usará camisa ‘manchada de óleo’ para protestar contra vazamento

O tricolor baiano publicou um manifesto exigindo a investigação e punição dos culpados pelo vazamento de óleo nas praias do Nordeste: “Quem derramou esse óleo?"

Anônima paga refeição de 25 bombeiros como agradecimento pelo trabalho deles

Os bombeiros lamentaram por não conseguir agradecer a mulher.

Menino pede roupas de cama em aniversário e doa tudo para crianças carentes

O pequeno Tyler Sliz, 5 anos, pediu para sua mãe um presente de aniversário pouco comum para crianças da sua idade: nada de carrinhos...

Instagram

Experiência com palavras positivas e negativas muda forma de arroz em escola no Paraná 3