fbpx

Alunos de escola pública de SP produzem HQs e aprendem de maneira criativa

Os estudantes contaram com a ajuda da Printi para imprimir as HQs em alta qualidade.


alunos escola pública produzem HQs
PUBLICIDADE ANUNCIE

Há mais de um ano professores da Escola Pública Estadual Octacilio de Carvalho Lopes, em São Paulo, realizaram um projeto interdisciplinar que consistia na criação e desenvolvimento de HQs entre alunos do Ensino Médio.

A disciplina eletiva, que une as disciplinas de português, matemática e artes, visava estimular os alunos a estudar de uma maneira criativa e a desenvolver projetos em grupo. Os professores Ingrid Duran, Helder Fernando Alves e Luzia Barbosa quiseram transformar um simples trabalho em uma experiência profissional completa para os estudantes: que os desenhos em papel virassem HQs impressas e autografadas pelos próprios alunos.

Leia também: Menino nigeriano de 11 anos impressiona com desenhos hiper-realistas absurdos

Para isso, contaram com a parceria da Printi, empresa de produtos impressos customizados. O projeto foi abraçado pela empresa que custeou toda a impressão dos quadrinhos para incentivar o empreendedorismo dos estudantes.

“Para nós, é muito importante incentivar o empreendedorismo e a criatividade dos jovens. Como empresa, apoiamos o mercado de HQs brasileiras e acreditamos no poder do artista independente”, explica Diego Luz, CEO da Printi. “Com as HQs em mãos, os alunos do terceiro ano já possuem um portfólio de qualidade para apresentar no mercado de trabalho, sendo um diferencial para eles e comprovando a experiência que possuem.”

alunos escola pública produzem HQs

“Mais de 20 alunos fizeram parte da eletiva e puderam conhecer outros tipos de trabalhos, exercitando a parte criativa e artística, além de ensiná-los a persistir mesmo quando tudo parece dar errado. A cada etapa era uma nova realização”, explica a professora Ingrid Duran. “Todo o processo os incentivou a estudar para outras disciplinas, como história e geografia, e seis alunos pretendem seguir carreira em artes, design e correlatas.”

PUBLICIDADE ANUNCIE

alunos escola pública produzem HQs

Leia também: Neto faz desenhos para avó analfabeta achar números de telefone

O estudante Nicolas Calza Pellegrini, 17 anos, afirma que o projeto tornou uma antiga vontade sua em realidade e que pretende cursar uma faculdade onde possa continuar desenvolvendo suas habilidades no desenho.

“Participar de todo o processo criativo me incentivou a continuar desenhando e a me desenvolver como aluno. Agora que terminei o Ensino Médio, estou pesquisando profissões em que eu possa seguir para melhorar minhas habilidades de desenho como ilustrador ou designer de games”, conta Nicolas.

É o caminho que a estudante Mariana Andrade Custódio, 17 anos, também pretende trilhar.

“Vários alunos da escola amam HQs e alguns pretendiam trabalhar com isso, assim como eu, e foi muito legal a Printi arcar com os custos do nosso trabalho porque nos permitiu ter um projeto 100% nosso em mãos. Agora quero seguir a carreira de design gráfico por amar desenhar”, destaca.

alunos escola pública produzem HQs

A entrega das HQs foi realizada pela Printi em 17 de dezembro e contou com uma tarde de conversas e autógrafos com os pais e colegas dos alunos.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

alunos escola pública produzem HQs
crédito das fotos: Reprodução

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar