Artistas de rua tocam música especial para recém-casados no metrô de SP

Uma usuária do Facebook postou ontem o vídeo de um casal dançando juntinho no vagão do metrô de São Paulo. Até aí, nenhuma novidade, não é mesmo? Quer dizer, não é todo dia que um casal começa a dançar no meio do vagão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É que os pombinhos não conheciam os músicos que estavam no mesmo vagão que eles – invejosos dirão que é “teatrinho”, okay, NEXT!

Sério, é mais um daqueles acasos maravilhosos que a vida reserva pra gente nas horas mais improváveis. Pois, foi isso o que rolou! Um presentão para a usuária que saiu de casa atrasada para o trabalho.

“Tava saindo pro trabalho toda errada e atrasada. Aceleradíssima e impaciente. Mas aí, quando entro no metrô a mil por hora, me deparo com essa cena. Recém-casados, os noivos tiveram a sorte de encontrar com os músicos dentro do vagão”, escreveu.

A dança durou da estação Vila Madalena até a Sumaré. Depois de tanto amor no ar, a usuária até ficou mais tranquila: “Uma pequena prova de que às vezes a hora errada pode mesmo ser a certa”. Disse tudo, garota!

Dá play:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Reprodução/Facebook

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,742FãsCurtir
1,763,992SeguidoresSeguir
8,642SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram