Primeiro atleta olímpico de inverno abertamente gay dos EUA, Adam Rippon é só orgulho

Adam Rippon não é apenas o primeiro atleta olímpico abertamente homossexual dos EUA a competir numa edição das Olimpíadas de Inverno. Bom humor é o que não falta ao atleta de 28 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vários atletas LGBTQ competiram nos jogos de inverno nos últimos anos, em especial, os patinadores artísticos Johnny Weir e Brian Boitano, mas nenhum deles revelou a sua orientação sexual.

Mas, Rippon não está sozinho. O esquiador de estilo livre Gus Kenworthy também está a caminho de Pyecongchang, na Coreia do Sul, onde acontecem os jogos deste ano.

Rippon quer mostrar que os atletas LGBTQ podem representar bem o seu país no cenário mundial e ser um exemplo para os mais novos:

“Ao crescer, realmente não tinha muitos exemplos a seguir. E eu disse: se alguma vez tiver a oportunidade e a plataforma, compartilharia minha história… Eu realmente não me importo com o que as pessoas pensam de mim. Eu posso sair e realmente posso ser, tipo, descaradamente eu mesmo. E eu quero alguém que é jovem, que está lutando, que não tem certeza se está tudo bem quando eles próprios sabem que está tudo bem.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rippon, porém, não fala só de assunto sério. Ele sabe ser muito divertido quando não está treinando ou competindo. Uma passadinha rápida na sua conta no Twitter arranca boas risadas:

“Uau, ainda não posso acreditar que inventei a parte superior do top”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como é ser um atleta gay…

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Há pouco tempo me perguntaram em uma entrevista como é ser um atleta gay nos esportes. Disse que é exatamente como ser um atleta heterossexual. Muito trabalho pesado mas geralmente feito com sobrancelhas melhores.”

“Ao chegar na competição amanhã, só quero que todos saibam que minha mãe acha que sou o melhor e realmente espero que os juízes levem isso em consideração.”

“Estou tão orgulhoso de mim mesmo por quão longe eu cheguei, adoro a pessoa que me tornei, e estou muito animado pelo o que está por vir. Minhas resoluções este ano são continuar crescendo, assumir riscos, ser corajoso e ser melhor do que nunca. Feliz 2018!”

Como se já não fosse suficiente abrir o caminho para outros atletas LGBTQ que têm medo ou receio de revelar a sua orientação sexual, Rippon fará história nas Olimpíadas de Inverno deste ano por outro motivo.

 

Com informações do UP WORTHY

fotos: reprodução Twitter/@Adaripp

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,562,206SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Há 3 anos estudante leva amigo que sofre de distrofia muscular todo o dia para escola nas costas

Nos últimos três anos, o chinês Xie Xu, 18 anos, carrega o amigo deficiente físico para a escola em suas próprias costas. Zhang Chi,...

Homem arrisca a própria vida para salvar mais de mil cães em Festival de Carne de Cachorro na China

O americano Marc Ching, fundador da “Animal Hope and Wellness Foundation”, e sua namorada, salvaram mil cães que seriam mortos para servirem de comida durante...

17 histórias que farão você sorrir de orelha a orelha (e se emocionar também!)

Já reparou que as pessoas têm o hábito de reclamar, falar que o mundo é um lugar terrível e compartilhar coisas desagradáveis? Como a...

Jovem negra, albina e deficiente visual é aprovada em 1º lugar nas cotas em Psicologia na USP

Da periferia da Zona Leste da capital paulista para a Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira: recentemente, a estudante Ana Beatriz Ferreira, de 20...

Pitbull salva bebê e sua família de incêndio nos EUA

Uma filhote de pitbull teve um dia de super-heroína ao salvar uma bebê e sua família de um incêndio na Califórnia.

Instagram