Avó de 63 anos aprende a ler com as aulas remotas do neto na pandemia

As aulas remotas do neto de 7 anos ajudaram Marlene Hinckel, 63, a ler suas primeiras palavras. Em 2019, Marlene, que mora em Florianópolis (SC), ingressou no EJA (Educação de Jovens e Adultos), porém, as aulas foram interrompidas pela pandemia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com Eduardo em tempo integral dentro de casa por conta da pandemia, a filha de Marlene, Karina Hinckel, saiu do emprego para ajudá-lo nos estudos.

E para que Helena não se sentisse tão sozinha, Karina e Eduardo passaram a visitar a idosa com mais frequência.

avó e neto sorrindo
Foto: arquivo pessoal

Visitas se tornaram um momento de aprendizagem

Nessas visitas, Eduardo acompanhava as aulas remotas da escola; foi então que Helena decidiu estudar junto com o neto, que está em processo de alfabetização, para aprender a ler e escrever.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Nas sextas-feiras havia um projeto da escola onde as crianças liam textos que a professora escolhia e assim, fui lendo os textos e lendo cada dia melhor. Ele logo aprendeu a ler e escrever; já eu, estou tentando [escrever]”, afirma Marlene.

As aulas presenciais de Eduardo já retornaram. Desde então, Helena não tem mais as atividades remotas do neto para acompanhar. Mas não pense que Marlene perdeu a motivação para estudar!

idosa estudando apostila sobre mesa
Foto: arquivo pessoal

Objetivo é ler e entender

A idosa agora está estudando com a ajuda da filha, enquanto aguarda sua vez de se vacinar contra a Covid-19 e o retorno das aulas do EJA para aprimorar a leitura e a escrita.

“Meu plano é continuar aprendendo a ler. É muito difícil, dá insegurança e, às vezes, parece que esqueço tudo o que aprendi. Mas quero muito um dia pegar um livro e ler sem precisar de alguém para me corrigir. Ler e entender, esse é o objetivo”, conclui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A senhora ainda vai ler muitos e muitos livros, dona Helena! 😍👏

Fonte: G1


11 línguas, 3 capitais, 10 prêmios Nobel? Essa é África do Sul, minha gente!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,518,910SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Primeira instrutora de Yoga com Síndrome de Down, Jessica Parsons oferece aulas mais inclusivas

Jessica Parsons é uma das primeiras pessoas com essa condição genética a ensinar a prática.

Garis brincam com flores no lixo e ensinam a importância de nos encantarmos com as coisas simples da vida

Um vídeo viralizou nas redes sociais e encantou milhares de pessoas. Na cena, dois garis brincam com um buquê de flores que havia sido jogado fora,...

[VÍDEO] Garotinho com síndrome de Down encanta a web ao dar mamadeira ao irmão mais novo

O amor entre dois irmãos está encantando a internet nas últimas semanas. Depois de um vídeo que mostrava um menininho com síndrome de Down...

[VÍDEO] Senhor de 92 anos visita sua esposa com Alzheimer todos os dias através de uma janela

Mesmo longe da esposa, Xavier, 92 anos, se faz presente todos os dias. Carmen, 90, tem  Alzheimer e mora em uma casa de repouso,...

Médico destaca papel fundamental de cuidador para pacientes com mieloma múltiplo

O mieloma múltiplo é um câncer da medula óssea e um tipo de patologia que pode comprometer aos poucos o funcionamento de vários órgãos...

Instagram