Avó que não sabe ler aprende a mexer em celular para falar com neta que foi morar longe

A conexão entre avó e neta dessas duas é capaz de superar qualquer distância com muito amor e dedicação. Mari foi morar fora e para conseguir continuar se comunicando com a avó, ensinou dona Palmira a mexer no Whatsapp, mesmo sem ela saber ler, e hoje a vovó arrasa no zap.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Decidi que iria morar na Europa e contei para a minha vó. Ela me apoiou, mas ficou triste porque éramos muito próximas, achou que iríamos perder esse laço por falta de contato“, contou Mari.

Para conseguir falar com ela todos os dias, Mari decidiu comprar um smartphone. “Ela nunca teve celular com internet, não sabe ler e nem escrever. Expliquei que a bolinha verde (WhatsApp) servia para conversar comigo. Ensinei que ela precisava clicar ali, depois clicar na minha foto e no microfone – e aí poderia falar, como se estivéssemos em ligação”.

Avó e neta abraçadas
Mari foi criada pela avó Palmira. Foto: Reprodução/Instagram: @maripelaestrada

Mari foi criada por ela e morou com a avó desde que nasceu. “Você é como uma filha para mim“, contou a vó.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Muitas pessoas questionaram a minha tentativa. Minha vó tem 85 anos e nunca havia clicado em uma tela touch”, disse Mari, mas ela insistiu na tentativa e deu muito certo.

Vaquinha para menino que criou mercadinho na praça para ajudar a mãe em casa. Clique e contribua!

“Quando chegou o momento da minha mudança, ela não só tinha aprendido a enviar áudios, ouvir, abrir fotos, encaminhar imagens de bom dia, fazer ligações de vídeo e reconhecer com quem ela estava conversando. Ela fez tudo isso pra falar comigo, pra mantermos o laço lindo que temos desde o meu nascimento”, contou orgulhosa a neta.

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A melhor história de amor que você vai ler hoje!❤️ Via @maripelaestrada

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) on

E tem mais: quando a neta disse que a rotina estava apertada e que só teria como falar com a avó pela manhã, madrugada no Brasil com o fuso horário, dona Palmira acordou antes mesmo da Mari para falar com ela. “Se isso não é o MAIOR amor do mundo, então eu não sei qual é”, disse a jovem.

[Nota da Redação]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estamos com um projeto especial com a Lancôme falando sobre a importância de compartilhar felicidade. Para ler todas as histórias clique aqui.

Mari contou para dona Palmira a repercussão da atitude dela. “Nossa, o que vocês estão fazendo comigo? Tô gostando de ser famosa, viu!”, disse a idosa. Veja o vídeo:

Ah, eu já quero essa vó pra mim. ❤️

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,634,668SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Formatura de comunidades ribeirinhas é tudo que você precisa ver hoje!

Por mais que tenha sido um ano atípico para os estudantes devido à pandemia, alguns rituais não podem ser esquecidos. E um bom exemplo...

Amigo é amigo, não importa!

Quem já ouviu aquela velha música que diz "Se tem bigodes de foca, nariz de tamanduá... pois é, amigos de fato!". Esses animais mostram realmente...

Conheça o morador de rua que passou em 1º lugar em concurso público em MG

O baiano Valter Fonseca dos Santos, 41 anos, saiu de Ilhéus há 16 anos para realizar o sonho de conseguir um emprego fixo na...

Kibon usa um gargalhômetro para animar os moradores da Rua da Felicidade

Sim, essa rua com o nome de Felicidade existe, ela fica em Pirenópolis - GO, e foi lá que a Kibon fez uma ação...

Gari que venceu alcoolismo recebe apoio de Cielo para o seu negócio e vai às lágrimas; assista

Contamos um tempo atrás a história do Giorggio Abrantes. Ele travou uma longa batalha contra o vício do alcoolismo antes de se tornar um...

Instagram