Avon formaliza compromisso com a ONU para combater LGBTfobia no trabalho

Com um histórico de defesa da diversidade, incluindo campanhas com a cantora Pabllo Vittar e ativista transexual Candy Mel, a Avon formalizou um compromisso com a ONU (Organização das Nações Unidas) para combater a discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais no ambiente de trabalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A companhia aderiu aos Padrões de Conduta Empresarial da Organização das Nações Unidas. Um conjunto de diretrizes para engajar o setor privado no combate à LGBTfobia, em locais de trabalho, mercados de fornecedores e nas próprias comunidades onde vivem funcionários, clientes e parceiros de negócios.

A presidente global da Avon, Jan Zijderveld, afirma que qualquer tipo de discriminação não é bem-vinda na empresa. “Queremos ser uma empresa totalmente inclusiva, não só para os nossos funcionários, associados e revendedores LGBTI, mas também para nossos clientes e fornecedores. Criatividade e inovação são desencadeadas quando todos podem florescer”, declarou.

Os padrões de conduta da ONU foram produzidos em colaboração com o Instituto de Direitos Humanos e Negócios e se baseiam nos Princípios Orientadores das Nações Unidas sobre Empresas e Direitos Humanos. Mais de 200 companhias em todo o mundo expressaram apoio ao padrão, refletindo a ampla adesão de vários setores empresariais.

Ao expressar seu apoio, a Avon se compromete a:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

1. Respeitar os direitos humanos em todos os momentos

A Avon desenvolverá políticas, exercerá a devida diligência e corrigirá os impactos adversos para garantir o respeito aos direitos humanos das pessoas LGBTI+. A Avon também estabelecerá mecanismos para monitorar e comunicar sua conformidade com os padrões de direitos humanos.

2. Eliminar a discriminação no local de trabalho

A Avon garantirá que não haja discriminação no recrutamento, emprego, condições de trabalho, benefícios, respeito à privacidade ou no tratamento de casos de assédio.

 3. Fornecer suporte no local de trabalho

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Avon fornecerá um ambiente positivo e afirmativo para que os funcionários LGBTI+ possam trabalhar com dignidade e sem estigma.

4. Impedir outras violações dos direitos humanos no mercado

A Avon não discriminará fornecedores, distribuidores ou clientes LGBTI+ e aproveitará seus negócios para evitar discriminação e abusos relacionados por parte de seus parceiros.

5. Atuar na esfera pública

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Avon contribuirá para impedir abusos de direitos humanos nos países em que opera. Ao fazê-lo, consultará as comunidades locais para identificar as medidas que podem ser tomadas – incluindo a defesa pública, a ação coletiva, o diálogo social, o apoio a organizações LGBTI+, desafiando ações governamentais abusivas.

crédito da foto: Reprodução/ONU

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,562,901SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Extra e Pão de Açúcar trocam bandejas de isopor por material biodegradável

Por CicloVivo A pauta do uso excessivo de embalagens, como plástico e isopor, tem sido bastante frequente, principalmente quando se fala do setor...

Biólogo indonésio cria sacola plástica solúvel em água

Kevin Kumala, biólogo de Bali, na Indonésia, criou a solução para um dos maiores problemas relacionados à poluição mundial: o pesquisador inventou uma sacola...

Capas para cadeira de rodas estilizadas melhoram autoestima de cadeirantes

As capinhas para cadeira de rodas têm um impacto real na autoestima dos cadeirantes.

Pharrell Williams vai investir em rede de escolas para estudantes negros de baixa renda

O cantor Pharrell Williams, famoso pela música 'Happy', da franquia 'Meu Malvado Favorito', anunciou nesta semana que irá abrir uma rede de pequenas escolas...

Moradores de rua ganham dia de beleza e kits de higiene em Goiânia

“Levar mais que cuidados básicos para a população carente, mas também dar um pouco de carinho para essas pessoas que tem uma vida tão restrita”, afirma a idealizadora do projeto.

Instagram