Avon formaliza compromisso com a ONU para combater LGBTfobia no trabalho

Clique e ouça:

Com um histórico de defesa da diversidade, incluindo campanhas com a cantora Pabllo Vittar e ativista transexual Candy Mel, a Avon formalizou um compromisso com a ONU (Organização das Nações Unidas) para combater a discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais no ambiente de trabalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A companhia aderiu aos Padrões de Conduta Empresarial da Organização das Nações Unidas. Um conjunto de diretrizes para engajar o setor privado no combate à LGBTfobia, em locais de trabalho, mercados de fornecedores e nas próprias comunidades onde vivem funcionários, clientes e parceiros de negócios.

A presidente global da Avon, Jan Zijderveld, afirma que qualquer tipo de discriminação não é bem-vinda na empresa. “Queremos ser uma empresa totalmente inclusiva, não só para os nossos funcionários, associados e revendedores LGBTI, mas também para nossos clientes e fornecedores. Criatividade e inovação são desencadeadas quando todos podem florescer”, declarou.

Os padrões de conduta da ONU foram produzidos em colaboração com o Instituto de Direitos Humanos e Negócios e se baseiam nos Princípios Orientadores das Nações Unidas sobre Empresas e Direitos Humanos. Mais de 200 companhias em todo o mundo expressaram apoio ao padrão, refletindo a ampla adesão de vários setores empresariais.

Ao expressar seu apoio, a Avon se compromete a:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

1. Respeitar os direitos humanos em todos os momentos

A Avon desenvolverá políticas, exercerá a devida diligência e corrigirá os impactos adversos para garantir o respeito aos direitos humanos das pessoas LGBTI+. A Avon também estabelecerá mecanismos para monitorar e comunicar sua conformidade com os padrões de direitos humanos.

2. Eliminar a discriminação no local de trabalho

A Avon garantirá que não haja discriminação no recrutamento, emprego, condições de trabalho, benefícios, respeito à privacidade ou no tratamento de casos de assédio.

 3. Fornecer suporte no local de trabalho

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Avon fornecerá um ambiente positivo e afirmativo para que os funcionários LGBTI+ possam trabalhar com dignidade e sem estigma.

4. Impedir outras violações dos direitos humanos no mercado

A Avon não discriminará fornecedores, distribuidores ou clientes LGBTI+ e aproveitará seus negócios para evitar discriminação e abusos relacionados por parte de seus parceiros.

5. Atuar na esfera pública

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Avon contribuirá para impedir abusos de direitos humanos nos países em que opera. Ao fazê-lo, consultará as comunidades locais para identificar as medidas que podem ser tomadas – incluindo a defesa pública, a ação coletiva, o diálogo social, o apoio a organizações LGBTI+, desafiando ações governamentais abusivas.

crédito da foto: Reprodução/ONU

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,078,568FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,749SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Após humilhação, motoboy ganha mais de R$190 mil em vaquinha, moto nova e é contratado por agência de marketing

Em menos de 24 horas, batemos a meta da vaquinha na VOAA para ajudar o motoboy Matheus a dar a volta por cima, depois...

Vaquinha para motoboy humilhado bate mais de R$100 mil em menos de 24h

Todo mundo acordou ontem precisando engolir a seco a história do Matheus Pires, de Valinho (SP). Vivemos em um país onde ainda há muita indiferença...

Homem raspa cabelo da namorada com alopecia, depois o seu também e ela não aguenta a emoção

Quando a gente escuta que amar não tem limites, a gente fala de gestos como o de Damien! Ele namora Eva Barilaro e, recentemente, os...

Instagram

Avon formaliza compromisso com a ONU para combater LGBTfobia no trabalho 13