Em vez de buscar fama e dinheiro, b-boy escolhe ficar em comunidade ensinando break a crianças (RJ)

“Eu não tô aqui pra ser estrela. O céu já tá cheio delas”. Quem diz isso é o b-boy Bala Machine, que decidiu compartilhar tudo o que aprendeu em 30 anos de profissão com crianças e jovens de comunidades do Rio de Janeiro (RJ), quebrando a barreira do mito de que sucesso só se conquista saindo da comunidade.

Rafael Rodrigues Souza é um dos líderes comunitários apoiados pelo Projeto Rexona Quebrando Barreiras, que quer fazer com que mais crianças tenham confiança e oportunidade de se movimentar cada vez mais.

“Fama, estrelismo, nunca foi o meu foco. (…) Tive oportunidade de ser top dos tops, mas isso não enchia os meus olhos. Meus mestres não me ensinaram assim. Se pintasse a oportunidade, talvez, não estivesse feliz”, diz Bala.

b-boy aponta para lousa enquanto alunos o observam
Hoje, o b-boy oferece aulas para crianças do projeto Ninho das Águias, na Rocinha. Foto: reprodução/Instagram @bala_machine

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A pergunta mais importante para Bala, aquela que se faz todos os dias, é a seguinte: onde está a sua felicidade? Felicidade (e sucesso!) para o b-boy é estar junto com os “seus”.

b-boy dança com crianças em quadra de futebol
Foto: reprodução/Instagram @bala_machine

Projeto Rexona Quebrando Barreiras

Para isso, Bala conta com apoio da Ace Projects, ONG que impulsiona o trabalho de líderes comunitários nas favelas do Rio de Janeiro, oferecendo ferramentas e investimentos para que possam continuar inspirando e impactando suas comunidades.

“Todo mundo quer fama, viajar, fazer o seu sucesso. Mas esquecem que isso tudo é ilusão. Na minha opinião, o mais importante é estar com as pessoas desfavorecidas”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para acelerar ao máximo iniciativas como a do b-boy, a Ace Projects conta com o suporte do Projeto Rexona Quebrando Barreiras, que vem para mostrar que o movimento tem o poder de transformar a vida de diversas crianças em ONGs brasileiras. Com parcerias como essa, o projeto promove a inclusão social através do movimento físico, junto de uma robusta grade de treinamentos projetados para mentores e professores, com o objetivo de proporcionar a eles as ferramentas que precisam para continuar inspirando suas comunidades. Só no seu primeiro ano, mais de 180 mil jovens já foram beneficiados pelo projeto.

banner programa rexona quebrando barreiras
O objetivo é dar a crianças e jovens a oportunidade de se movimentarem mais. Foto: divulgação

“Eles apoiam gente que tem vontade de trabalhar, mas não tem o suporte do governo. Porque o governo é assim, te dá uma verba pra trabalhar, mas é um projeto de dois, três meses. É um enxuga gelo, sabe? E a Ace te dá um suporte para trabalhar a longo prazo”, reconhece Bala.

“A parceria com marcas como Rexona potencializa os projetos. É uma forma da gente conseguir trabalhar com mais qualidade. Beneficia tanto professor quanto aluno. E dá uma visibilidade, para que outras pessoas possam abraçar a causa”, concluiu o b-boy.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Necessário, não é mesmo? 😉

Conheça essa e outras histórias de como o movimento pode transformar vidas clicando aqui.

Relacionados

Através da dança, professor de break quebra barreiras e ensina valores que transformam a vida de crianças da Rocinha (RJ)

Léo Klone é um dos personagens da série Projeto Rexona Quebrando Barreiras, que mostra, em três episódios, histórias de brasileiros que quebraram diversas barreiras...

Elas têm deficiência intelectual e quebraram as barreiras da exclusão e do julgamento por meio do esporte

Emanuelle Dutra e Ana Paula Loro são personagens da série Projeto Rexona Quebrando Barreiras, que mostra, em três episódios, histórias de brasileiros que quebraram...

+ DO CANAL

Através da dança, professor de break quebra barreiras e ensina valores que transformam a vida de crianças da Rocinha (RJ)

Léo Klone é um dos personagens da série Projeto Rexona Quebrando Barreiras, que mostra, em três episódios, histórias de brasileiros que quebraram diversas barreiras...

Pernambucana cria time de futebol feminino para empoderar meninas por meio do esporte

Quebrando a barreira do acesso ao esporte, a pernambucana Karina Paz utiliza o futebol feminino para empoderar meninas da Comunidade do CSU, em Olinda....

Bi-campeão do mundo no futebol de areia usa o esporte para quebrar barreiras e transformar a vida de crianças da sua comunidade (RJ)

Bi-campeão do mundo com a seleção brasileira de futebol de areia, Daniel Souza, 34 anos, é uma prova de que o esporte pode transformar...

Menos exigência, mais inclusão! Técnico quebra barreira e mostra que o esporte é para todos (RJ)

Fábio Cobolski é diretor das Olimpíadas Especiais Brasil (OEB), na Região dos Lagos do Rio. Como técnico, busca tirar o melhor de seus atletas...

Elas têm deficiência intelectual e quebraram as barreiras da exclusão e do julgamento por meio do esporte

Emanuelle Dutra e Ana Paula Loro são personagens da série Projeto Rexona Quebrando Barreiras, que mostra, em três episódios, histórias de brasileiros que quebraram...

Instagram