Baianas de acarajé que perderam renda começam a receber cestas básicas graças à vaquinha

As primeiras cestas básicas para as 3 mil baianas vendedoras de acarajé e mingau que trabalham na informalidade em Salvador (BA) começaram a ser distribuídas!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo Rita Santos, da Abam, cerca de 400 cestas já foram entregues as famílias que precisavam emergencialmente.

Graças a ajuda de todo mundo que apoiou a vaquinha na VOAA. Continue apoiando, temos muitas trabalhadoras para ajudar enquanto não recuperam a renda perdida na pandemia. Clique aqui e contribua.

baianas fazendo acarajé salvador
Foto: Arquivo pessoal

A grande maioria dessas trabalhadoras são chefes de família e possui idade avançada fazendo parte do grupo de risco do coronavírus.

Pandemia tirou renda das baianas

Sem poder trabalhar, não tem renda; sem renda, como colocar comida na mesa?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Felizmente, temos vocês para ajudar as baianas! A Rita é quem está comprando as cestas básicas e fazendo a distribuição.

baianas vendendo acarajé salvador
Foto: Arquivo pessoal

“Precisamos protegê-las. Também não adianta ir para a rua vender, porque não tem quem compre.”

São mulheres que garantem a sobrevivência de famílias inteiras com a venda de acarajé, mingau e quitutes da culinária africana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Patrimônio cultural

Em 2002, fruto da parceria entre a ABAM e o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), a receita do acarajé foi tombada como patrimônio imaterial.

ingredientes acarajé
Foto: Arquivo pessoal

Anos mais tarde, em 2014, através de uma nova parceria com o Centro de Estudos Afro-Orientais de Universidade Federal da Bahia e o Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, o oficio das baianas de acarajé foi inscrito no Livro dos Saberes, como patrimônio cultural brasileiro.

Delivery não é uma opção

Rita explica que as baianas que vendem de manhã para ter o que jantar de noite não têm condições de trabalhar com delivery e são essas baianas que mais estão sofrendo.

baianas vendendo acarajé
Foto: Arquivo pessoal

Foco na reta final

Agora é foco total para batermos meta da vaquinha para doar cestas básicas a 3 mil baianas. Precisamos muito do apoio de todo mundo nessa reta final.

Vamos ajudar essas trabalhadoras a passarem por esse momento difícil? Clique aqui e contribua.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,411,289SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brinquedo escondido em sabonete melhorou em 70% hábitos de higiene nas crianças

Para chegar ao brinquedo, elas precisam usar o sabão lavando as mãos. Assim as crianças aprendem e criam esse importante hábito higiênico.

Cristãos vão à Parada LGBT de São Paulo espalhar o amor

Esse tipo de atitude me deixa com os olhos lacrimejando, elas me emocionam pois afirmam o que tenho certeza: existem pessoas cristãs extremamente sensatas,...

A ecovila onde todas as casas são construídas com garrafas PET

Por Déborah Spitzcovsky Árvores, animais nativos, rio, mar e muita garrafa PET… Mas calma! Não se trata de lixo! Na verdade, elas são a matéria-prima...

Instagram