Bailarina de 19 anos desafia ousadamente os padrões de “Corpo de Dançarina” e é uma coisa linda

O modelo padrão de um corpo de bailarina, é bem diferente do de Lizzy Howell. Mas isso nunca a impediu de sonhar alto e conquistar o seu espaço no balé! Hoje, de uma maneira ousada e linda, essa adolescente vem quebrando todos os padrões e mostrando que o corpo gordo, também pode ter leveza!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bailarina plus site
Foto: reprodução Instagram

Vaquinha para reformar casa de mãe e filho que corre o risco de desabar com chuva. Faça a sua contribuição!

Ela dança desde os 5 anos

Lizzy começou a dançar quando tinha apenas 5 anos. Hoje, aos 19, essa jovem de Delaware, nos Estados Unidos, já participou de campeonatos de categoria mundial, como o Eurovision 2019.

Mas foi através do documentário “Unstoppable” (“Imparável” em português), que Lizzy ganhou fama.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jordan Matter é o fotógrafo responsável pelo filme e registrou movimentos de Lizzy, que impressionaram diversas pessoas nas redes sociais.

Bailarina plus size
Foto: reprodução Instagram

O documentário também mostra um pouco da história dessa jovem, que já batalhou muito na vida. Lizzy perdeu a mãe em um acidente de carro quando era mais nova. Ela também conta a má experiência que teve com comentários de ódio e bullying de pessoas dentro e fora do balé, com base em sua aparência.

Desde quando perdeu a mãe, Lizzy foi morar com a tia, que é a sua maior incentivadora. E foi por causa dela que a jovem não desistiu do balé.

Esse o primeiro vídeo em que Lizzy se tornou viral:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Não acho certo as pessoas julgarem por uma coisa”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela enfrenta a crítica com um sorriso

Lizzy conta que desde os 6 anos sofre intimidações dentro da comunidade de dança. Ela já se acostumou com isso e diz que enfrenta as críticas com um sorriso.

A maioria dos dançarinos são magros e eu não. Eu acho que muitas pessoas podem se relacionar comigo dessa forma. Eles me veem como uma inspiração porque me disseram para parar de dançar várias vezes e não o fiz. A dança é o que eu amo e é tudo para mim. Então, eu acho que isso me faz continuar”, diz a adolescente.

Lizzy sempre tem algo a dizer para qualquer um que deixe comentários odiosos nas redes sociais.

O que quer que você diga nas redes sociais, será visto por alguém e pode ferir seus sentimentos. Você sabe, você não pode simplesmente dizer algo que você acha engraçado, mas pode afetar os sentimentos de outra pessoa. Sou uma pessoa muito sensível, então levo tudo a sério. Há um monte de pessoas que são como eu que pensam da mesma maneira.

Bailarina plus size
Foto: Instagram

Dança é terapia para Lizzy

Lizzy diz que sente paz e alegria quando está fazendo o que ama. Essa jovem incrível, criou uma mente brilhante e treinou o seu corpo para ser excepcional na dança. E ela vem conseguindo isso da forma mais linda.

Hoje Lizzy acumula mas de 200 mil seguidores, apenas no Instagram e, praticamente todos os dias, ela compartilha vídeos dançando. Isso é incentivador!

Olha uma apresentação maravilhosa da Lizzy!

Obrigada por nos mostrar como é contrariar o senso comum Lizzy!

[Nota da Redação]

A Água Camelo é uma mochila que fornece água limpa para famílias de baixa renda! Com o apoio de Cielo, ampliará ainda mais esse impacto, olha só:

Fonte: Shareably

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes de escola ocupada limpam sujeira e separam recicláveis: “Ocupação não é bagunça”

Os jovens lutam contra a reforma do ensino médio proposta pelo governo de Michel Temer e também contra a PEC 241, que que congela por 20 anos investimentos em saúde, educação e segurança.

Dona de lanchonete oferece refeição para homem que buscou comida em sua lixeira

Os exemplos de pequenos-grandes atos que mudam a vida das pessoas não param de aparecer, e pode ser algo simples como doar uma refeição. Ashley...

O que querem as mulheres: Pornografia e a fronteira da sexualidade feminina

James Deen parece ser um cara na média de seus 25 anos, de Pasadena. Tem 1,73 de altura, 68 kg, cabelo castanho ondulado e...

Este incrível dispositivo deixa qualquer cadeira de rodas obsoleta

Os cadeirantes encontram muitos desafios no dia a dia e um deles tem a ver com a própria saúde do corpo: ficar sentado por...

Homem trans gay fala sobre a experiência de amamentar o próprio filho

O canadense Trevor MacDonald, de 31 anos, tornou-se um porta-voz da comunidade trans ao falar sobre a experiência de ser um homem transgênero e...

Instagram