Barista do Starbucks aprende língua dos sinais só para tirar pedido de um cliente

A coisa mais doce no Starbucks de Leesburg não é seu frappuccino ou qualquer de seus doces, e sim a barista que começou a aprender a linguagem de sinais para tirar o pedido de cliente surdo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ibby Piracha, um homem surdo de 23 anos de idade, passa no Starbucks três vezes por semana para tomar café da manhã.

Certo dia teve uma grande surpresa quando a barista Krystal Piotrowski-Payne tirou seu pedido na linguagem de sinais.

Piracha postou uma foto da nota de Facebook com sua própria nota dizendo que ele é “tão abençoado” por tê-la em sua loja local.

O post no Facebook começou a viralizar no fim de semana e, embora Piotrowski-Payne recuse dar entrevistas porque foi “esmagada” com toda a atenção, a Starbucks disse terça-feira em um comunicado às mulheres no mundo que a empresa está “orgulhosa dela pela iniciativa”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

12717537_10208673725664236_3217201732457267185_n

No bilhete abaixo você lê: “Eu estive aprendendo ASL apenas para que você tenha a mesma experiência que todos os outros”.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208673725664236&set=a.3698335700669.2168490.1343676618&type=3

Fonte: The New York Times

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Refugiado sírio atravessa o Mediterrâneo com o seu gatinho no colo

A arriscada travessia de imigrantes no Mar Mediterrâneo em direção à Europa não impediu que um rapaz sírio levasse consigo o seu gatinho de...

Garoto perde celular e vira mini chef para comprar um aparelho novo

O mini chef Fernandinho começou a vender um pão recheado no trabalho da mãe. Em menos de um mês, ele tinha o dinheiro que precisava para comprar um celular novo.

Menino de 7 anos visita senhora com câncer 5 vezes por dia para saber se ela está bem

"Espero que um dia ele perceba o impacto que deixou na vida da minha avó e na minha também.”

Escola de Pais evita crianças em abrigos, mas pode acabar por falta de verba

Campanha de arrecadação quer evitar fim de projeto inédito no Brasil

Londres reserva 300 quartos de hotéis para sem-teto: coronavírus

Instituições de caridade e filantropia do Reino Unido reservaram mais de 300 quartos de hotéis em Londres para pessoas em situação de rua. O objetivo...

Instagram