BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ

O projeto consiste em oferecer aos jovens da comunidade do Complexo do Alemão um ambiente favorável à produção e reflexão. Criar e inovar por intermédio da arte e cultura, transformando um local carente em um caldeirão de manifestações culturais e artísticas. São profissionais de diversas áreas: música, artes visuais, teatro, dança… e mesmo em diversos modelos de projetos e ações.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um dos principais objetivos do projeto é possibilitar uma comunicação mais profícua e próxima entre a comunidade do morro e o asfalto, desmistificando tanto para um lado quanto para o outro, absorvendo o que há de bom nos dois.

A equipe é composta por Ellen Sluis, Jéssica Souto, Alice Rodrigues, Eddu Grau, André Valle, Luiz Felipe Martins, Jonas Bezerra e mais recentemente juntaram-se ao grupo Panm Fernandes e Luanda Morena. A gestão do projeto é horizontal, isso quer dizer que não existe hierarquias e a troca de informações e conhecimentos é feita por todos e para todos, sempre fazendo uso da colaboração. Essa colaboração é feita, também, por intermédio de convites a profissionais que transmitem as suas experiências para o grupo e para o público vinculado à ação em desenvolvimento.

De forma mais objetiva, o Barraco#55 estabeleceu uma parceria com uma empresa holandesa, Dopper. Sua função é, por intermédio de atividades, promover e divulgar os conceitos da empresa que preza por um consumo sustentável e fabrica garrafas plásticas que devem ser utilizadas em todos os lugares e de todas as formas. A atividade mais recente em parceria com o Barraco#55 foi uma ação divertida, com música e distribuição de bebidas nas garrafinhas nas praias cariocas. Os panfletos, comestíveis, informavam e conscientizavam o consumo mais responsável e sustentável, estimulando uma produção menor de lixo e um cuidado nas limpezas das praias. Ao todo foram 5 eventos na praia com a participação da Terreirada Cearense no último dia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com esse tipo de parceria, o Barraco#55 procura ser autossustentável em suas ações, pois nem sempre consegue remunerar os profissionais envolvidos nas atividades, e isso só acontece quando o projeto é selecionado por algum edital público e lhe é concedido um patrocínio.

Dentro de suas atividades, podem-se destacar a residência artística que durante 3 anos já atendeu mais de 50 artistas e profissionais de mais de 15 países; o “Som do Barraco” que é composto por moradores de outras favelas além do Complexo do Alemão e a Kombi#55, que é equipada com aparelho de som, tela e projetor para serem usados nas atividades (oficinas, bate papos, rodas de música, leitura e exposições) pelos bairros do Rio de Janeiro por onde ela passa.

O grupo percebeu que a Kombi#55 é, entre todos as ações, aquela que mais converge os interesses e as motivações do projeto, além de ser o próprio “veículo” para atingir uma das suas principais metas: a comunicação entre o asfalto e a favela. Por isso, no momento, estão concentrando tempo e esforços para essa atividade. O projeto venceu a categoria Patrimônio Imaterial do Prêmio Brasil Criativo, iniciativa da ProjectHub com chancela do Ministério da Cultura e patrocínio da 3M.

Recentemente, outubro do ano passado, a Kombi parou na Praça do Terço no Complexo do Alemão e o grupo chamou a comunidade para um bate papo. Foram convidados Sidarta Ribeiro, neurocientista e Luciana Boiteaux, professora de direito para debater sobre o tema Drogas: lei, saúde e ciência. Esse encontro foi proveitoso e eles esperam repetir em outros bairros do Rio de Janeiro.

Em novembro, foi a vez de falar sobre ações sustentáveis e preservação ambiental com Careca Arts Sanduba sobre Teto Verde Favela, Danielle Souza sobre Favela Orgânica, Edson Gomes sobre Verdejar Socioambiental, fechando com apresentação da dupla Marcelo Magano e Patrick Sonata.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, é aguardar a próxima parada da Kombi e embarcar em suas ações.

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 2
Terreirada Cearense, crédito Jocelino Vitorino

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 3
apresentação da Kombi#55 , crédito Barraco55

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 4
Kombi#55, crédito Barraco55

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 5
Panfleto comestível, crédito Jocelino Vitorino

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 6
Dopper, crédito Jocelino Vitorino

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 7
Apresentação Kombi#55, crédito Barraco55.

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 8
Kombi na Lapa, crédito Barraco55

Kombi na praia, crédito Barraco55 Terreirada Cearense, crédito Barraco55

A equipe da Kombi#55, crédito Barraco55

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 9
Kombi no Complexo do Alemão, crédito Barraco55

Cacá Valente é designer, mestre em história da arte, produtor e gestor cultural.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,855,310SeguidoresSeguir
25,029SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Senhorinha de 91 anos emociona ao narrar como conheceu o amor de sua vida no trem

Na correria do dia a dia, a gente não se dá conta do tempo passando e por vezes estamos mais vidrados na tela do...

Motociclista de 85 anos surpreende donos de loja com sua vitalidade e lucidez

Uma loja e oficina de motos de Santa Bárbara D'Oeste, São Paulo, recebeu a visita de um motociclista, pode-se dizer assim, incomum, procurando peças...

Instalação revela o poder metafórico de um único livro distorcendo um muro de tijolos

Para você, qual é o papel da arte na vida das pessoas? Para mim, a arte surge da necessidade de explicar a própria vida...

Cadeirante é resgatada após cair de navio de cruzeiro e quase se afogar – veja o vídeo

Enquanto participava de uma festa em um navio cruzeiro, uma jovem cadeirante acabou caindo do alto da embarcação, e quase se afogou no mar...

Hugh Jackman criou empresa que ajuda pequenos produtores de café a prosperarem

“Isso não é caridade, nós estamos no mercado de café.”

Instagram

BARRACO#55: a kombi que conecta o asfalto e a favela no RJ 11