“Bela, recatada e sem lar”: ação aproveita repercussão da frase para promover adoção

Acredito que todo mundo acompanhou a repercussão do artigo da revista Veja, com o título “Bela, recatada e do lar“.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E claro que a declaração ganhou a internet e repercutiu enormemente no Brasil inteiro, inclusive aqui no Razões.

Aproveitando a polêmica, a Associação MaxMello – que que cuida de mais de 400 animais em Ibiúna, interior de São Paulo – lançou uma campanha bem simpática de adoção: Bela, recatada e sem lar.

Através do perfil @belarecatadaesemlar no Instagram na página facebook.com/AssociacaoMaxMello você pode conhecer a história de 9 cadelinhas em busca de um lar.Vejam:

bela2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Secretaria de Saúde de São Paulo já havia entrado na onda, e divulgado a foto de uma gatinha para adoção:

13043636_255919484758704_4491021684524587431_n

E sabe o mais legal? Ela já foi adotada olha só:

https://www.facebook.com/saudeprefsp/photos/a.196224860728167.1073741837.188016291549024/266436933706959/?type=3&theater

Pra alguma coisa serviu essa história toda 😉

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Via B9

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,274,824SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Moradores do Ceará poderão trocar lixo reciclável por desconto na conta de luz

Em todas as cidades do Ceará, os cidadãos que reciclarem o lixo terão desconto na conta de luz. O benefício é uma iniciativa do...

Ela desenvolveu um jeito próprio de tocar violino por causa de doença rara e encanta com uma sonoridade única

As limitações de Gaelynn Lea não definem quem ela é nem a impedem de tocar violino.

Projeto social profissionaliza meninas humildes como bartenders

Já mostramos muitos projetos sociais aqui, mas esse é um dos mais completos que já vimos e, o melhor de tudo, 100% brasileiro. Chamado Marias...

Mãe pedala mais de cinco horas todos os dias para acalmar filho autista em SC

Os passeios diários são sagrados para a mãe, que costuma sair às 13h casa, voltando às 16h para um breve café, e retornando às ruas logo em seguida.

Instagram

"Bela, recatada e sem lar": ação aproveita repercussão da frase para promover adoção 3