Canadense de 15 anos cria ‘bengala inteligente’ para deficientes visuais

Uma adolescente de 15 anos começou a inovar a bengala para deficientes visuais. A canadense Riya Karumanchi teve a ideia da bengala inteligente depois de conhecer a avó de uma amiga.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2017, Riya conheceu a vovó que é deficiente visual e percebeu as dificuldades que ela tem para caminhar pela casa. As informações são do CBC News.

Leia também: Aplicativo ajuda deficientes visuais a identificar ônibus antes de embarcar

A adolescente viu a senhora esbarrar em mesas e lâmpadas, já que a bengala dela não ajudava a identificar objetos acima da altura dos joelhos. Quando chegou em casa e fez algumas pesquisas, Riya descobriu que o modelo da bengala da vovó não era atualizado há algum tempo.

adolescente cria bengala inteligente deficientes visuais

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Riya, então, começou a trabalhar em um modelo de bengala mais moderno para ajudar os deficientes visuais a evitarem objetos e lugares perigosos, fundindo tecnologia de ponta na tradicional bengala branca.

Seu protótipo mais recente conta com um GPS que vibra a bengala para orientar os passos do usuário – uma vibração para a esquerda, duas para a direita. Ele ainda possui um sensor ultrassônico de proximidade para alertar o usuário sobre objetos potencialmente perigosos da altura dos joelhos à cabeça.

adolescente cria bengala inteligente deficientes visuais

Riya pretende instalar uma câmera com inteligência artificial no próximo protótipo, que poderá descrever objetos e até mesmo reconhecer rostos de pessoas.

Empresa

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Riya fundou sua empresa, a Smart Cane, em uma incubadora de empresas da Ryeron University’s e levantou cerca de 56 mil dólares, de investidores como a Microsoft, para produzir a bengala inteligente.

Ela lidera uma equipe de 11 profissionais que trabalha no projeto, incluindo alguns engenheiros.

Ainda em fase de testes, a bengala foi recebida com entusiasmo por uma organização do Canadá para pessoas com deficiência visual.

“Acho que isso realmente vai mudar a maneira como as pessoas usam [a bengala]”, declarou Kevin Shaw, gerente do programa de empreendedorismo e inovação da organização.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Shaw afirma que existem outras empresas desenvolvendo tecnologias inteligentes para melhorar a qualidade de vida dos deficientes visuais, mas que a Smart Cane é a única que incorpora essas inovações à bengala tradicional, o que deve facilitar a adaptação dos deficientes visuais à bengala inteligente.

crédito das fotos: Nick Boisvert/CBC

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM





Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,272,461SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Melhor tio do mundo: ele se vestiu de princesa de Frozen para levar sobrinha ao cinema

Como não amar um tio desses? Vejam só: A pequena Izzy queria ir pro cinema vestida de princesa, mas estava com vergonha, até seu tio...

Pais fazem casamento pensado para filho autista se sentir mais seguro e incluído: ‘Puro amor’

Por meses, Priscila e Michell planejaram se casar oficialmente na igreja. Foi um bom tempo preparando a cerimônia e a recepção para que tudo...

Com esse app, seus exercícios físicos viram milhas aéreas

Quantas vezes começamos, paramos, prometemos, fazemos resolução de começo de ano e nada de engatar de vez nas atividades físicas, um dos pontos mais...

Fomos até o Jequitinhonha ver o impacto que o sachê que transforma água suja em potável está fazendo nas famílias

É difícil acreditar que vivemos numa época em que a humanidade discute a colonização espacial e a internet de altíssima velocidade, mas ainda enfrenta...

Esclerose Múltipla: casal que se conheceu em blog mostra que a vida é muito mais do que a doença [VÍDEO]

“Quando a gente contou que ia ter um filho, falaram que ia ser uma irresponsabilidade”, conta a jornalista Bruna Rocha Silveira, esposa do historiador...

Instagram