Array

Cientistas da USP desenvolvem bio bactérias que geram eletricidade a partir de esgoto sanitário

Pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) desenvolveram ‘baterias biológicasque geram eletricidade a partir de esgoto sanitário e efluentes agroindustriais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Grupo de Pesquisa Água, Saneamento e Sustentabilidade – GEPASS, liderado pelo professor Marcelo Nolasco, mantém seis unidades, as chamadas Células a Combustível Microbianas (CCM), que têm potência próxima a 48 Watts por metro cúbico (m3) de volume do sistema.

Sustentabilidade

Um dos objetivos é tornar o setor de saneamento mais sustentável.

“Nossos protótipos resultam de estudos anteriores que almejavam a recuperação de recursos diversos, provenientes de estações de tratamentos de águas residuárias. Os sistemas, formados por tecnologias e processos, deixam de ser consumidores de insumos e eletricidade para se tornarem fontes de geração de novos recursos“, explica Nolasco.

“Em alguns países, como os Estados Unidos, os setores de água e esgoto podem consumir até 4% da eletricidade de toda a nação”, complementa o pós-doutorando Vitor Cano, que também integra o grupo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

bio bacterias geradoras eletricidade águas esgoto
Foto: GEPASS

Os pesquisadores usaram vinhaça sintética como substrato para produzir a eletricidade e bactérias chamadas eletrogênicas, microrganismos encontrados nas estações de tratamento de esgotos.

Por dentro da ‘bateria biológica’

Cada CCM é formada por duas câmaras. Na câmara onde ocorre tratamento, as bactérias crescem formando um biofilme sobre um material condutivo e se alimentam dos poluentes presentes no efluente, introduzido na mesma câmara.

Quando se alimenta destes compostos, as bactérias eletrogênicas geram uma corrente elétrica, transferida em seguida para o material condutivo sobre o qual formaram o biofilme.

Então, a corrente elétrica é coletada e levada, por meio de um circuito externo (um fio condutor, por exemplo), para a segunda câmara. A corrente elétrica que percorre o fio condutor de uma câmara a outra pode ser utilizada para alimentar baterias ou dispositivos eletrônicos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

esquema funcionamento bateria biológica geradora eletricidade água esgoto
Foto: GEPASS

Do laboratório às estações de tratamento

Os pesquisadores agora buscam otimizar o funcionamento da CMM, incluindo a automatização do sistema, para, então, poder ser utilizada em uma estação de tratamento de esgotos urbanos, em usinas de produção de álcool e estações de tratamento de efluentes industriais.

“Estamos buscando ampliar o potencial de geração de eletricidade alcançado na primeira etapa do estudo para valores que permitam avançar no ganho de escala da CCM”, conclui o mestrando Julio Cano.

Fonte: Jornal da USP

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Mais uma história para te inspirar? Temos! 
👇

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,839,934SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Menino cantando para acalmar irmã caçula é uma das coisas mais lindas que você verá na web

Tem irmãos que matam a gente de tanta foforua. O Colten, de 9 anos, e a Clairadee, de 16 meses, são assim. Esse garotinho muito...

Menino que gravou vídeo para ajudar mãe desempregada a fazer bazar ganha vaquinha

Luiz Gabriel é uma criança de apenas 12 anos e já tem um coração enorme. Ele viu sua mãe, Ana Cristina, 34 anos, passando...

Gatinho resgatado com corpo coberto de lama e graxa é acolhido por ONG de Santos (SP): ‘Reviveu’

Um gatinho foi resgatado por ativistas após ser encontrado abandonado na rua, completamente coberto de graxa, lama e sem conseguir se mover. Ele miava para...

Professora ajuda jovem da periferia de Belém a passar no vestibular e dá lição inspiradora

“Se eu tivesse aceitado o celular ou isentado ele de toda a mensalidade, ele não seria a história que ele é hoje.”

Mesmo internada em hospital, jovem maquia idosa que não se sentia bonita: “ela me agradeceu sorrindo”

Andressa colocou suas dores de lado para ajudar uma idosa que se sentia feia, sozinha, triste, e isso mudou seus dias.

Instagram