Biólogo marinho russo captura fotos incríveis dos anjos-do-mar; confira!

Encontradas apenas no Ártico ou na Antártida, as borboletas-do-mar, também chamadas de anjos-do-mar, são uma espécie fascinante de moluscos que chama a atenção por sua beleza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Recentemente, Alexander Semenov, um biólogo marinho russo, conduziu uma pesquisa na região antártica sobre essa espécie, capturando fotografias incríveis!

As fotos foram disponibilizadas pela Universidade Estadual de Moscou, onde Alexander trabalha como pesquisador-chefe. Olha só que coisinha especial! 😍

anjos-do-mar fotos
Foto: Alexander Semenov

Ajude reserva ambiental do Amapá a não fechar as portas. Clique aqui para contribuir!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Meu objetivo pessoal é estudar a vida subaquática por meio de lentes de câmeras e aumentar o interesse das pessoas pela biologia marinha”, disse o biólogo.

“Faço isso compartilhando todas as minhas descobertas através das redes sociais e na vida real, através de palestras públicas, filmes, exposições e vários eventos da mídia”.

anjos-do-mar fotos
Foto: Alexander Semenov

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

“Os anjos-do-mar são criaturas bonitas e misteriosas“, diz Alexander.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Esses moluscos pterópodes de água fria estão entre os objetos mais estudados na neurobiologia, mas ao mesmo tempo pouco se sabe sobre seu ciclo de vida. Em algum momento, eles aparecem repentinamente sob uma calota de gelo que cobre o mar, e em poucas semanas há tantos que em um metro cúbico de coluna de água pode haver até 500 anjos-do-mar! Com seu tamanho de 3 a 5 cm, é uma visão espetacular”.

No entanto, quando a água ‘esquenta demais’, a poucos graus Celsius acima de zero, eles desaparecem.

anjos-do-mar fotos
Espécie Clione limacina, ou anjos-do-mar. Foto: Alexander Semenov

“Ninguém sabe para onde eles vão, mas no próximo inverno, em fevereiro (do ano que vem), eles aparecerão novamente sob o gelo”, disse Alexander.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Sabe-se apenas que eles podem sobreviver sem comida por mais de seis meses, reduzindo significativamente seu tamanho durante a fome. Até agora, ninguém descobriu como rastrear a vida deles nos mares do Ártico para encontrar para onde eles estão indo.”

Um dia quem sabe…

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Sunny Skyz

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,502,658SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto brasileiro cria casa sustentável, 25% mais barata e que fica pronta em 6 dias!

O futuro chegou! Quando você iria imaginar que uma casa pudesse ser construída em apenas 6 dias e com a ajuda de apenas 4...

Em menos de 24h, bate a meta da vaquinha do pedreiro enganado por falso anúncio de emprego

A vaquinha ainda está no ar! O valor a mais dará estabilidade ao pedreiro Romildo e sua família até que ele consiga um emprego.

Vendedores compram celular para jovem que olha carros no Rio

Podia ser o mais simples, o Marcos Vinícius, morador da Cidade de Deus, só queria um celular: "Nunca pensei que vocês ficariam do meu lado". 😭

Estudantes de colégio particular criam projetos de impacto social

Os projetos contemplam os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Em homenagem a Mandela, artista cria retrato do líder dando 27 mil socos

Semana passada (5 de dezembro), o mundo perdeu um dos líderes de maior influência dos últimos tempos. Com 95 anos, Nelson Mandela faleceu em...

Instagram