Idosa de 77 anos faz parto improvisado do bisneto em Teresina (PI)

Na madrugada desta segunda-feira (14), por volta das 5h da manhã, Nara Letícia, em sua 37ª semana de gravidez, começou a sentir fortes cólicas e entrou em trabalho de parto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sua avó, Dona Neinha Castro, correu para entrar em contato com o médico. Nesse meio-tempo, a idosa acabou sendo a pessoa que ajudou o bisneto, Oto Noronha, a nascer, em Teresina (PI).

“Eu não estava sentindo contração e a gravidez foi muito tranquila, então poderia chegar até a 41ª semana, mas o Oto quis nascer e não teve jeito. Quando minha avó viu disse ‘ele vai nascer’ e pediu para eu deitar na cama”, contou Nara Letícia.

O marido de Nara, Chico Couto, acompanhou o desenrolar da situação com muita apreensão. “Eu não precisei nem colocar força e meu filho nasceu. O cordão umbilical estava em volta do pescoço do bebê, mas minha avó conseguiu tirar e ele já deu o primeiro chorinho”, relatou.

idosa faz parto improvisado de neta

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Parto improvisado

A agora bisavó de 77 anos contou que nunca havia feito um parto, mas há muitos anos trabalhou na casa de saúde de São Raimundo Nonato (PI), onde teve a chance de acompanhar alguns partos. “Eu trabalhava com a parte burocrática, mas sempre tinha curiosidade quando chegava uma gestante”, disse.

idosa faz parto improvisado de neta

“Na época eu via os partos, via o que o médico fazia, as orientações que ele dava e lembrei de tudo isso. Ajudou também que minha neta foi muito tranquila, isso também me deu tranquilidade”, completou a idosa.

Leia também:

Neinha afirma que contou com outra ajuda naquele momento. “O nome do bebê é Oto, mesmo nome do meu falecido marido. Então quem sabe o bisavô também ajudou para que tudo desse certo”, declarou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

idosa faz parto improvisado de neta

Os familiares de Oto agora são pura atenção, amor e carinho com o novo membro da família.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: G1/Fotos: Arquivo pessoal/Nara Letícia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,274,824SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

ONG faz vídeo em homenagem às pessoas que ajudam animais abandonados

A ONG Hope For Paws ajuda animais que sofrem e morrem a cada ano por causa da negligência e abuso. Eles também criaram uma...

Adolescente leva irmã com doença terminal para o baile de formatura para realizar um de seus últimos desejos

Aos seis anos, a pequena norte-americana Rebekah Spader foi diagnosticada com Síndrome Mielodisplásica, um câncer de medula óssea. Ela lutou durante os quatro anos...

Jovem posta relato sobre como a relação com sua mãe melhorou quando ele menos esperava

A vida adora nos surpreender e a surpresa pode ser a melhor do mundo quando pensamos que em nossa caminho só existe dor e sofrimento. O Gustavo...

Já pensou em ajudar pessoas desconhecidas? Ela pensou, mas agora precisa de sua ajuda

A constante falta de tempo dos dias atuais nos faz deixar de ver um pouco de nosso mundo ao redor, e assim a vida...

Homem que dormia em barraca encontra casa reformada na volta de acampamento

Claudemir Inácio da Silva dormia em uma barraca no quintal de casa, em Umuarama (PR). Por causa da dependência química, destruiu tudo o que tinha ali. A casa foi reformada por membros de uma igreja, que também sugeriu a Claudemir participar de um grupo de Narcóticos Anônimos.

Instagram

Idosa de 77 anos faz parto improvisado do bisneto em Teresina (PI) 1