Bloco de carnaval de BH tem bateria formada por pessoas com deficiência

Clique e ouça:

Uma bateria bastante especial faz o maior sucesso no carnaval de Belo Horizonte (MG). A bateria inclusiva do bloco Chama o Síndico tem mais de 80 pessoas entre músicos e dançarinos que fazem a alegria dos foliões.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A bateria, chamada de Sindicato Inclusivo, numa alusão ao nome do bloco e à inclusão social, já existe há três anos. Pessoas com deficiência física e mental, além de autismo, cadeirantes e idosos comandam a batucada.

Eles fazem a abertura do bloco e depois se juntam aos demais foliões para brincar nas ruas e avenidas. “O nosso objetivo não é reservar apenas um espaço para eles, isso não seria inclusão, mas é de misturar mesmo e fazer todo mundo brincar junto”, explicou Renata Thalilst.

Integrantes da bateria inclusiva do bloco de carnaval Chama o Síndico desfilando pela avenida
Foto: Reprodução/Chama o Síndico

Os organizadores fizeram ainda a adaptação de alguns instrumentos para que pessoas sem os membros superiores possam tocá-los. O bloco Chama o Síndico já existe há oito anos e arrasta mais de 100 mil pessoas a cada ano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Saca só um dos ensaios da bateria inclusiva:

A Inclusão no Carnaval permite colocar em prática todo um discurso de respeito à diversidade, às diferenças e aos direitos destes cidadãos“, disse o musicoterapeuta e psicólogo Bruno Antônio, integrante do bloco.

Integrante da bateria inclusiva do bloco de carnaval Chama o Síndico desfilando em cadeira de rodas pela avenida
Foto: Reprodução/Chama o Síndico

Mas o bloco não faz bonito apenas no carnaval não. O projeto da bateria inclusiva é maior, funciona o ano inteiro oferecendo gratuitamente oficinas de percussão, dança e canto para as pessoas com deficiência e os seus familiares.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A bateria Sindicato Inclusivo fez lembrar da história do paulista Gui Caiaffa, que tem síndrome Apert, que promove a fusão dos dedos, e que toca bateria. Gui fez até um canal do Youtube para ensinar as pessoas com deficiência sobre música e instrumentos.

“O resultado desta experiencia até o momento, já nos causa muita alegria, pela adesão dos participantes, dos pais e o envolvimento de todos do Bloco Chama o Síndico e sua produção, que abraçaram o projeto”, disse Bruno. O bloco sai às ruas no próximo domingo, 23 de fevereiro.

E por falar em bloco, conheça os 20 nomes mais criativos de bloquinhos do Carnaval 2020.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

conteúdo original

 

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,093,265FãsCurtir
2,678,824SeguidoresSeguir
22,350SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garoto com câncer terminal realiza sonho de alimentar os desabrigados

Keegan Keppner tem apenas 10 anos de idade, porém, apesar de novo, já passou por muitos problemas. Ele foi diagnosticado com Glioma, uma forma...

Holanda bate recorde e é o primeiro país sem nenhum cão de rua abandonado

O governo holandês deu uma notícia inspiradora para todo o mundo. O país é o único a não ter cães de rua abandonados. Isso é...

Refugiados sírios, palestinos e egípcios são acolhidos por sem-tetos em SP

Cerca de 20 famílias de refugiados vivem em uma ocupação no bairro da Liberdade, em São Paulo. “Temos dois sírios, três egípcios, mas a...

A brasileira que largou tudo para visitar 40 países antes dos 40 anos

Quem nunca teve vontade de largar tudo para viver novas experiências em lugares onde nunca esteve antes, só em pensamento? De poder evoluir como...

Após uma vida aprisionada, cachorra é adotada por lar de idosos um dia antes da eutanásia

Uma cachorra ganhou uma vida completamente nova após ser adotada por um lar de idosos num momento decisivo!

Instagram

Bloco de carnaval de BH tem bateria formada por pessoas com deficiência 1