Bloco no Rio interrompe a folia para conseguir encontrar mãe de criança perdida

Durante a folia acontecem diversas histórias que aos poucos vão nos mostrando a lindeza que é o Carnaval e todo seu significado diante de uma população que batalha para sobreviver no dia a dia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Artista transforma crianças da Cidade de Deus em super-heróis (que realmente são!)

O bloco Boi Tolo, que segundo os foliões é incansável e nunca para, parou! E por um motivo pra lá de nobre: achar a mãe de uma criança que havia se perdido no Centro do Rio.

Por 20 minutos os músicos cessaram o som e sentaram no chão para encontrar a vendedora ambulante Ágata Januário, mãe do Rafael. Os foliões seguiram os músicos e também se abaixaram em silêncio e depois começaram a gritar o nome de Ágata até que ela ouvisse o chamado e chegasse ao bloco. As informações são de O Globo.

folia carnaval

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Uma catarse coletiva atingiu o bloco quando a vendedora adentrou o cordão acompanhada pelo marido e encontrou o filho. O momento, provavelmente, foi mais um daqueles que entram para história do carnaval de rua do Rio”, ainda com palavras de Paula Ferreira, jornalista d’O Globo.

A mãe ficou muito aliviada ao encontrar o filho Rafael, ela ganha R$ 70 reais por dia trabalhando vendendo bebidas aos foliões, e disse que a criança estava com uma pulseira de identificação que acabou arrebentando.

“Em um segundo ele sumiu. Senti desespero e agora felicidade. Eu fiquei impressionada com a humildade e a simplicidade desse bloco. Eles pararam de tocar para me encontrar”, disse.

 

View this post on Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Boi Tolo viveu um momento mágico na manhã deste domingo de Carnaval. O ‘bloco que nunca para’ interrompeu a folia para ajudar uma criança perdida a encontrar sua mãe. Por cerca de 20 minutos, os músicos pararam a música, se sentaram no chão e gritaram o nome de Ágata até que a ambulante aparecesse. Quando aconteceu o encontro, uma catarse coletiva tomou conta do bloco. “Em um segundo ele sumiu. Senti desespero e agora felicidade. Eu fiquei impressionada com a humildade e a simplicidade desse bloco”, conta a trabalhadora, que ganha R$ 70 por um dia inteiro de trabalho vendendo bebidas. O momento, provavelmente, foi mais um daqueles que entram para história do carnaval de rua do Rio. (Foto: Márcia Folleto/Agência O Globo) #BoiTolo #Carnaval2019 #CarnavaldeRua #Carnario #Carnaval #Rio #rj #riodejaneiro #JornalOGlobo

A post shared by Jornal O Globo (@jornaloglobo) on

Acompanhem nossa cobertura do carnaval aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia a matéria completa em O Globo.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,636,434SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Azul ajuda mulheres no tratamento do câncer de mama com passagens aéreas gratuitas

Com o projeto Conexão Azul Rosa, mulheres são beneficiadas com passagens aéreas para a realização de cirurgias e exames.

Voluntários se unem para reformar casa de mulher que estava desempregada e passando necessidade

Uma coisa não podemos negar: o brasileiro é um povo que está sempre disposto a ajudar quem precisa e esta notícia vai te provar...

Veterano da Segunda Guerra reencontra amor perdido após 75 anos

O veterano do exército americano KT Robbins jamais se esqueceu da garota francesa por quem ele havia se apaixonado em 1944, quando lutava no nordeste...

Vaquinha para ajudar menino que pinta e vende telas religiosas para custear hemodiálise bate R$ 133 mil em menos de 24 horas

O Daniel Neves, de 13 anos, é um menino guerreiro que dá orgulho conhecer. Desde os 8 meses de idade ele luta contra uma...

Instagram