Array

Bonafont retira o rótulo das garrafas de água para tornar a produção mais sustentável e facilitar a reciclagem

A Bonafont, é uma das grandes marcas de água mineral que temos no Brasil. Para tornar a sua produção mais sustentável, os responsáveis pela empresa decidiram eliminar os rótulos de plástico que vão nas garrafas. Agora, a logomarca será impressa diretamente no recipiente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As primeiras garrafas sustentáveis, já foram distribuídas. A iniciativa faz parte de um programa para reduzir o uso de polímeros nos produtos. A meta é retirar do mercado 1 bilhão de garrafas plásticas até 2025.

rotulos da garrafa

A empresa também quer se tornar “plástico positivo”, o que significa que reciclará 100% do plástico que produz.

Nosso produto é o mais saudável possível. Por isso, precisamos garantir que a forma como o entregamos ao consumidor tenha o menor impacto possível”, afirma Ricardo Vasques, presidente da divisão de águas da Bonafont. “O plástico é um produto muito eficiente, só precisamos saber como usá-lo”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Retirar o rótulo das garrafas é uma forma de facilitar o processo de reciclagem

Um estudo publicado pela Pew Charitable Trusts, a Fundação Ellen MacArthur e as Universidade de Oxford, Leeds e Common Seas, mostra que em 20 anos, se não houver controle, o número de plástico PET em circulação no mercado, vai triplicar.

Isso significa que serão 29 milhões de toneladas contribuindo para a poluição de ruas, rios e mares. Se nada for feito, o custo desse desastre ambiental chegará a 940 bilhões de dólares anuais, globalmente.

Para Ricardo, a saída para o problema está no uso de tecnologias que permitem a criação de ciclos fechados de produção. Nesse modelo, a matéria prima é transformada em produto, e, ao fim da sua utilização, retorna ao início do processo, novamente como matéria prima.

O Brasil hoje tem dificuldade de estabelecer esse modelo de sustentabilidade por um motivo até simples: o recolhimento das garrafas.

Precisamos capacitar a cadeia de reciclagem e gerar renda para os catadores”, idealiza Ricardo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, as cooperativas de catadores são responsáveis por 90% dos materiais reciclados no Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA);

Os recicladores precisam retirar um a um os rótulos, isso atrasa muito o processo”, conta Ricardo.

E foi por isso que a Bonafont resolveu imprimir os rótulos diretamente no plástico. A meta da empresa é ter metade das suas garrafas feitas de material reciclado até 2025 e 100% até 2030.

[Nota da Redação]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estamos com a campanha especial #PoderDoSomos com OMO contando histórias incríveis de projetos que transformam vidas! Confira o projeto selecionado anunciado pelo cantor Mumuzinho:

FONTE: Exame

 

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,769,066SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Policial estaciona carro de patrulha e se junta à senhora que dançava sozinha

Não existe idade certa – muito menos lugar – para dançar! Ao avistar Millie Seiver, uma senhorinha de 92 anos, dançando sozinha no estacionamento de...

Professora adapta aulas de balé para ensinar menina cega

A professora Laura Mendes adaptou as aulas de balé da escola onde ela trabalha, em Ivoti, no Rio Grande do Sul, para que uma...

Designer constrói mais de 3 mil casas de passarinhos para protegê-los da poluição sonora nas cidades

A poluição sonora nos grandes centros urbanos provoca o afastamento de vários animais, como as aves. A queda do número de espécies e o desequilíbrio...

Foto de bombeiros portugueses exaustos viraliza e emociona o mundo

A foto foi tirada por um dos bombeiros que combatem a onda de incêndios que atinge Portugal há dois dias.

Baixe material pedagógico sobre Mulheres na História da África, produzido pela Unesco

Uma coisa não podemos negar: a Internet permite com que viajemos sem sair do lugar, sem falar que podemos estudar da nossa própria casa...

Instagram