Brasileira ajuda bebês de pais refugiados com cangurus

A brasileira Anelise Amaral vive em Dublin, Irlanda, há oito anos. A imagem do menino sírio morto na praia de Bodrum, Turquia, despertou nela o desejo de ajudar os pais refugiados que tentam chegar à Europa com seus filhos em segurança.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Anelise produz cangurus de pano que envolvem o criança e a deixa atada ao corpo dos pais, oferecendo conforto e segurança para os dois.

Ela criou uma campanha no Facebook para doar 10% das vendas dos cangurus para uma instituição que estava cuidando das famílias de refugiados recém-chegados à ilha grega de Cós. Mais de 100 cangurus foram arrecadados!

No início do mês, Anelise e outros voluntários embaraçaram para a Grécia para ensinar os refugiados como se usa os cangurus e oferecer toda a ajuda necessária no local.

Brasileira ajuda bebês de pais refugiados com cangurus 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Brasileira ajuda bebês de pais refugiados com cangurus 3

via [PODIRLANDA]

Quer ver a sua pauta aqui? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,056,852SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com R$ 5.000 e cansados de esperar, moradores constroem ponte orçada em R$ 270 mil

Por duas décadas, os moradores dos bairros da Nova Esperança e São Luiz, em Barra Mansa, no Rio de Janeiro, aguardaram a prefeitura contruir a ponte...

Estudantes da UFF criam jogos que auxiliam idosos a exercitar a mente

Estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) desenvolveram dois jogos cognitivos que auxiliam idosos a exercitar a mente e identificar potenciais doenças mentais, como a...

Como vivem as mulheres na Islândia, o país mais igualitário do mundo

Quando você pensa em um país mais igualitário do mundo, você imagina em quais aspectos? A jornalista freelancer brasileira, Beatriz Portugal, vive nessa ilha no topo do Atlântico...

Mãe de Santo cria Canal no YouTube para combater o preconceito e se reaproximar do irmão

Porque a falta de informação sempre está na raiz do preconceito.

Depois de ter problemas com vistos devido sua nacionalidade, Indiano viaja para 194 países

A idéia para a viagem começou em 2003, quando o Sr. Kashi Samaddar, de 55 anos,  nascido em Calcutá, ficou em Johannesburgo, África do...

Instagram

Brasileira ajuda bebês de pais refugiados com cangurus 4