Conheça a brasileira que trabalha na Nasa e ajuda a explorar Marte

Jacqueline “Jackie” Lyra saiu do RJ para ganhar o universo! A carioca, formada em engenharia mecânica pelo o Instituto de Tecnologia de Nova Iorque e mestre em engenharia espacial pela Universidade do Texas em Austin, trabalha nos projetos da Nasa para missões exploratórias de Marte.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A última grande missão da agência espacial americana, a Mars 2020, teve o dedo de Jackie, como ela é conhecida por lá. A brasileira foi responsável por ajudar no sistema termomecânico da Perseverance – rover desenvolvido para procurar sinais de vida e coletar amostras de terra do Planeta Vermelho.

Jackie também atuou nas Pathfinder, Spirit, Opportunity e Mars Science Laboratory, sendo todas elas na área termomecânica em missões com Marte como destino. No site da Nasa, a carioca explica em sua biografia que atuar como engenheira aeroespacial era o sonho impossível que ela precisava alcançar.

Perseverance, rover responsável pela exploração de Marte
Jackie trabalhou no desenvolvimento da Perseverance – rover responsável pela exploração de Marte na missão Mars 2020. Foto: reprodução/Nasa

“Na década de 70, lá no Brasil, uma carreira aeroespacial era o mais próximo que você poderia chegar de um sonho impossível. Este sonho impossível foi minha motivação para ser ainda melhor na escola. No conhecimento eu encontrei minha força e autoconfiança para perseguir o sonho de me tornar engenheira aeroespacial.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Obstáculos superados

Para dificultar mais ainda o caminho da Jackie, as únicas duas universidades no Brasil que tinham currículos próximos à faculdade de engenharia espacial eram academias militares, que permitiam apenas homens em seus programas.

“Quando chegou a hora de decidir para quais faculdades eu iria me candidatar, ficaram bem claro meus obstáculos. Só existiam duas escolas do Brasil, na época, que tinham um currículo parecido com engenharia aeroespacial, ambas eram militares e só aceitavam homens.”

Mas as inspirações da jovem, como o astronauta Neil Armstrong e a missão Apollo 11, já estavam enraizadas em seu coração. Nada tiraria o sonho dessa mulher batalhadora de buscar o espaço! Após um ano estudando engenharia no Brasil, ela se mudou para Nova Iorque e começou a entrar no caminho que resultaria na Nasa.

“Fui abençoada por ter tantos pontos altos na minha carreira, mas minha carreira não deve ser definida por estes pontos altos. Minha carreira é uma jornada que me trouxe até aqui e todo momento contou”, concluiu Jackie.

Além dos projetos para Marte, a carioca também trabalhou na missão Cassini para Saturno, Galileo para Júpiter, Soil Moisture Active Passive na órbita da Terra e a missão do cometa Deep Space 4-Champollion. Espaço é mesmo o limite para a nossa Jackie! 🚀

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Gostou desta história de determinação? Conheça mais uma dando o play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,429,587SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem inventa máquina que produz água potável a partir do ar

Ultimamente temos passado por grandes problemas em relação a escassez de água. Muitas pessoas ficam sem o recurso em suas casas e uma das...

Filhas ‘inventam’ casamento para dançar valsa com pai com câncer terminal

A notícia de que tinha um câncer agressivo e incurável mexeu bastante com Jason Halbert. Isso porque ele não estará mais aqui quando suas...

Funcionário de lanchonete dorme e cliente (bêbado) prepara seu próprio lanche

"Pensei em acordá-lo, mas refleti ‘este funcionário provavelmente está cansado, eu cuidarei disso’”.

Menino adota gato com os mesmos olhos e lábio leporino dele

Alguns pets são surpreendentemente parecidos com seus donos. Esse é exatamente o caso do gatinho Moon e Madden.

Por que o brasileiro de baixa renda doa 2 vezes mais que o de renda maior?

Essa é uma notícia contraditória. Não sei se me deixa triste ou feliz. Feliz por saber que o brasileiro é um povo generoso, mas...

Instagram