Motogirl viraliza com vídeo do primeiro dia de trabalho como motorista de aplicativo

Talvez o maior ensinamento do ano de 2020 tenha sido a importância de se adaptar às mudanças. Um ano que nos virou de cabeça para baixo e mostrou que o mais forte é aquele que consegue se reinventar. Este é o caso da Giulia Bertassoli, de 26 anos, do ABC Paulista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Giulia sempre foi independente e gostou de trabalhar para ter seu próprio dinheiro. Filha de uma professora de música, começou a tocar instrumentos ainda criança, quando participou de diversas apresentações musicais. Mais tarde, quando a adolescência chegou e ela se deu conta de que precisava ter seu dinheiro, Giulia começou a trabalhar como monitora de festas infantis.

Depois se formou em hotelaria, trabalhou em agências e hotéis e desde 2016 trabalhava em uma grande multinacional. Infelizmente, assim como milhares de pessoas no mundo inteiro, por conta da pandemia acabou sendo desligada, o que a deixou um pouco perdida, como ela mesma disse no vídeo que publicamos ontem.

jovem motorista de aplicativo 1
Foto: arquivo pessoal

Acostumada a sair de casa para trabalhar, ficar em casa esperando a pandemia acabar não era uma opção. Foi quando ela decidiu criar uma loja online de revenda de roupas, a Alameda Dois. Mas, apesar de estar fazendo uma coisa que lhe desse prazer, ainda assim ela sentia falta de sair de casa e ver gente. “Eu ficava muito em casa e isso me dava uma angústia, uma ansiedade”, conta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Campanha para jovem nordestino que combateu fogo no Pantanal conseguir ir ao Quênia combater a fome!. Contribua para essa vaquinha!

menina tocando piano
Foto: arquivo pessoal

“Por que não ser motorista de aplicativo?“, ela pensou. E foi exatamente isso que ela fez, afinal, nada lhe impedia. O que Giulia nunca poderia imaginar é que seu vídeo mostrando o primeiro dia de trabalho fosse viralizar no Tik Tok. Segundo ela, a intenção era mostrar a um amigo: “Eu estou muito feliz, porque eu sou muito feliz trabalhando”, disse.

“Se você se sente para baixo e que a vida não está fazendo sentido, a gente pode se reinventar. Eu já sou formada, estou na minha segunda faculdade e sou motorista de entrega de aplicativo e estou muito feliz com isto”, diz orgulhosa de sua própria trajetória.

jovem na moto
Foto: arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para a jovem, esta não é apenas uma oportunidade de continuar a sua faculdade e poder continuar trabalhando, mas também de entregar comida às pessoas que estão impossibilitadas de sair de casa neste momento. Aos que perderam a esperança, não se esqueçam: é sempre tempo de se reinventar, afinal, o que a vida espera de nós é coragem!

 

View this post on Instagram

 

Essa é a @giuliabertassoli, uma jovem que diante a crise não abaixou a cabeça e se reinventou sendo motorista de aplicativo e tá suuper feliz com seu novo oficio. Conheça um pouquinho dessa mulher maravilhosa e sua inspiradora história! ❤️

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) on

Fonte: Instagram

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,508,125SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jogador de futebol quis arriscar a carreira para salvar amigo com câncer

Daniel Alves, jogador da seleção brasileira de futebol, foi lembrado por seu colega de equipe Éric Abidal (na época jogando juntos no Barcelona) pelo...

Empresa norte-americana aluga bodes para capinar terrenos

Essa empresa, a Rent-A-Ruminant LLC, optou por mudar um pouco a forma trivial em que o setor costuma atuar por um meio alternativo e mais...

Corrente do Bem. Empresário viraliza história de homem que vende pão depois de ser demitido na pandemia

André Santos é um empreendedor no ramo de Treinamento Empresarial e recentemente compartilhou a história de Alan, que foi demitido na pandemia e começou...

Como vivem as mulheres na Islândia, o país mais igualitário do mundo

Quando você pensa em um país mais igualitário do mundo, você imagina em quais aspectos? A jornalista freelancer brasileira, Beatriz Portugal, vive nessa ilha no topo do Atlântico...

Policiais socorrem mulher a enviando para hospital, mas ficam na casa dela para fazer jantar dos 5 filhos

Sabe quando pequenos gestos de gentileza tem um grande significado na vida da pessoa e o gesto é tão simples (mas poderoso) que se...

Instagram