Brasileiro ajudou a retirar água da caverna onde estavam presos meninos na Tailândia

O brasileiro Gui Brotto, 31 anos, participou do plano para diminuir a quantidade de água na caverna de Tham Luang, onde estavam presos os 12 garotos e o técnico do time de futebol.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O curitibano vive há 1 ano e meio na Tailândia, na província de Chiang Mai. Brotto viajou cerca de 7 horas para chegar ao complexo de cavernas para se juntar à missão.

Ele é um estudioso e praticante da permacultura, sistema agrícola que recria padrões de ecossistemas naturais. Os militares que governam a Tailândia achavam que o conhecimento do brasileiro poderia ser usado para resgatar os garotos e o técnico de futebol.

brasileiro ajudou retirar água caverna tailândia
O curitibano Gui Brotto mora na Tailândia há 1 ano e meio

Leia também: Após salvar os garotos e o técnico na Tailândia, médico chora a morte de seu pai

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em entrevista para o R7, ele explicou o plano traçado: “O que aconteceu em Tham Luang é que a montanha nas proximidades da caverna estava captando o excesso das chuvas e existia uma preocupação de que o nível da água subisse muito rápido. Eu ajudei em um plano de contenção para que o nível da água diminuísse”.

brasileiro ajudou retirar água caverna tailândia
O brasileiro Gui Brotto ajudou a retirar água da caverna onde estavam presos meninos e o técnico de futebol

O brasileiro conta que o mais emocionante de fazer parte da operação foi testemunhar a união de todos os envolvidos. “Estavam todos os militares, socorristas, mergulhadores e voluntários discutindo pontos de vista diferentes e trabalhando junto”, afirmou.

“O objetivo era identificar a capacidade e habilidade de cada um para montar um time onde todos pudessem jogar e ganhar.”

Outro ponto que chamou a atenção do brasileiro foi o respeito das equipes de resgate pela religiosidade local. Ele falou inclusive da relação forte dos tailandeses com a caverna de Tham Luang.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Professor universitário larga tudo para trabalhar com bioconstrução

“Os tailandeses são muito ligados à espiritualidade e esse sentimento do dia a dia se intensificou durante as operações. Existe, por exemplo, uma relação forte com a caverna. Eles encaram a abertura de Tham Luang como o ventre de uma mulher e pensavam nos adolescentes como se estivessem dentro da barriga da mãe. Todos foram muito respeitosos com isso”, lembra Broto.

O resgate terminou por volta das 18h50 no horário local (8h50, no horário de Brasília) de terça-feira, após o último menino e o técnico de futebol serem retirados da caverna com segurança.

crédito das fotos: Gui Brotto/Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

“Garoto borboleta” morre aos 17 anos nos dando várias lições sobre a vida

"Eu só tenho uma expectativa de vida de 25 anos e já cheguei na metade da minha vida"

As melhores reações no Twitter sobre o Vinícius aparecer na abertura da Paralimpíadas com o vestido da Gisele

Se você não estava em Marte e acompanhou a abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, deve lembrar de uma das cenas mais marcantes da...

Menino de 6 anos escreve carta para Obama oferecendo sua casa para acolher criança síria

Alex, de apenas 6 anos de idade, escreveu uma carta comovente para o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, onde oferece sua casa para...

ONG de Fernanda Gentil oferece suporte pedagógico para crianças com dificuldades de aprendizagem

Todo ano, uma instituição do Rio de Janeiro é selecionada pelo projeto Caslu A+B, e durante o ano todo, as crianças recebem suporte pedagógico completo.

Escola educa em contato com a natureza e para a felicidade

A Escola Vila Verde não tem muros nem grades. O aprendizado é por projetos, e os estudantes escolhem o que estudar, em contato com a natureza e para sua felicidade.

Instagram

Brasileiro ajudou a retirar água da caverna onde estavam presos meninos na Tailândia 2