Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonha dar volta ao mundo

É caminhando devagar e sempre que o aventureiro gaúcho Matias Tartiere, 37 anos, já viajou incríveis 10.566 km (à pé!), atravessando a fronteira de 23 países.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nascido em Ijuí, no interior do Rio Grande do Sul, Matias já esteve no Alasca, na União Europeia e os países do entorno e até no Marrocos.

Em entrevista ao portal “Nossa”, o aventureiro disse que o sonho de dar uma volta ao mundo caminhando começou em 2017, época em que largou os dois empregos (como atendente numa lanchonete e uma loja de montanhismo) que tinha em Joinville (SC) para planejar suas viagens.

Nos anos anteriores, Matias já havia viajado de carona, ônibus, carro e avião para países da América do Sul, como a Argentina, Peru, Chile e Bolívia.

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonhar dar volta ao mundo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quanto mais se viaja lento e com humildade, mais as pessoas são abertas para fazer amizades. Daí surgiu a vontade de viajar a pé. Criei um carrinho adaptável para levar meus pertences básicos e ser autossuficiente. O carrinho de mão foi batizado de Potro e idealizado por um amigo”, disse.

O início da aventura começou na Turquia, um dos maiores países de maioria muçulmana no mundo. ”Escolhi esse destino porque, a partir dali eu iria em direção a Portugal e, posteriormente, as Américas”, explicou Matias, que levou apenas R$ 6 mil consigo e poderia gastar aproximadamente R$ 20 por dia. Um desafio e tanto!

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonhar dar volta ao mundo

Matias partiu de São Paulo (SP) até Istambul, capital turca, em 31 de maio de 2017.

Em sua mochila, nada mais que algumas roupas, toalhas, material de higiene, um par de tênis para caminhada e equipamentos eletrônicos para registrar a aventura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já no porão do avião, ele levava seu “Potro”, um carrinho para abrigar sua barraca, painel solar e utensílios domésticos.

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonhar dar volta ao mundo

“Comecei minha caminhada na cidade turca de Edirne, em direção à Bulgária. Andei 74,9 km em apenas dois dias pelo país e dormi na beira da estrada na minha barraca”, relembrou.

“Chegar na Turquia foi um choque cultural bem grande para mim. Muitas pessoas não falam inglês e a cultura deles é totalmente diferente de todos os países onde estive. Escutar todos os dias o chamado das mesquitas em seus determinados horários, com suas rezas, foi diferente e ao mesmo tempo interessante”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No país vizinho à oeste, a Bulgária, Matias caminhou por 18 cidades, incluindo Sofia, a belísima capital da nação europeia.

Dias depois, seguiu para a Romênia, onde andou por cerca de 240 km por 6 cidades, incluindo sua capital Bucareste.

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonha dar volta ao mundo 3

“Em cada país que eu chegava, eu tentava aprender o básico do idioma, como dizer bom dia, boa tarde, boa noite e pedir água ou um alimento. Isso era o básico”, disse o aventureiro, que em menos de duas semanas cruzou outros dois países do Leste Europeu, a Sérvia e Macedônia.

Depois veio a Grécia, Albânia, Montenegro, Bósnia e Herzegovina, Croácia, Eslovênia, França e Alemanha.

“A Alemanha foi o país que mais gastei com comida porque era barato comprar enlatados no supermercado”, disse Matias, que, por fim, seguiu para Portugal.

Passagem pelo continente africano

Da nação lusitana, onde permaneceu uma semana, o brasileiro pegou um voo até o Marrocos, monarquia milenar localizada no norte da África.

Ali, percorreu outros 134 km e conheceu as cidades de Tanger, Quenitra, Salé e Skhirat. Dias depois, pegou voo para o Brasil e um segundo avião para os EUA.

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonha dar volta ao mundo 4

Matias chegou ao Alasca em maio de 2019, de onde recomeçou sua caminhada.

Foram 23 dias de percurso constante até fazer uma parada estratégica em Fairbanks, na casa de um amigo, onde ficou 3 meses. Ali, produziu bastante material para seu canal do YouTube e arrecadava doações via internet para dar continuidade à sua odisseia pelo mundo.

Desde 2017, o aventureiro já percorreu 10.566 quilômetros passando por 23 países, em quatro continentes. Para o futuro, ele pretende partir do Alasca e descer a pé as Américas até Ushuaia, no extremo-sul da Argentina.

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonha dar volta ao mundo 5

Caso a pandemia permita e as fronteiras dos países estejam abertas, Matias ainda planeja caminhar no continente asiático, começando pela cidade de Vladivostok, na Rússia, com destino ao Egito, no nordeste africano.

Por fim, o gaúcho incansável seguirá para Cape Town, na África do Sul, cuja previsão de chegada é 2024. Haja pernas para tantas aventuras!

Fonte: UOL
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,806,528SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Funcionário do McDonald’s larga atendimento para ajudar idoso com deficiência a comer seu lanche

Uma foto que mostra um funcionário do McDonald's ajudando um idoso com deficiência física a se alimentar comoveu as redes sociais na última semana. A...

Intérprete de libras acompanha parto de mulher surda em MG e reforça a importância da acessibilidade

O parto é o momento mais importante na vida de qualquer mulher, por isso, é essencial que ela se sinta segura e acolhida, não...

Após vencer um câncer na infância, jovem escolhe a enfermagem para retribuir os cuidados que recebeu

Mayara Majevski, 25 anos, é enfermeira no Setor de Oncologia do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. A instituição recebe 100 novos pacientes com câncer...

Faculdade troca taxa de inscrição do vestibular por 1 kg de alimento não perecível

Os estudantes poderão fazer sua inscrição de graça doando 1 kg de alimento não perecível, até o dia 11 de dezembro.

Tecnologia cria “corredor de emergência” para vítimas de acidentes de trânsito

A tecnologia alerta os motoristas sobre o acidente, momentos depois dele acontecer.

Instagram

Aventureiro brasileiro viajou mais de 10 mil km a pé por 23 países e sonha dar volta ao mundo 7