Um ano após briga viralizar, jovens continuam aprendendo com homem que apartou a luta

Vocês lembram quando a gente publicou uma matéria no ano passado, contando a história de dois jovens que estavam brigando no meio da rua, em New Jersey -EUA, quando Ibn Ali Miller, um jovem muçulmano de 26 anos, se aproxima e os convence a parar de brigar?. Aqui no Brasil, a história viralizou muito por conta da página do Quebrando o Tabu, onde o vídeo tem a incrível marca de 75 milhões de visualizações.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um ano depois, os dois jovens continuam encontrando Ibn uma vez por semana para ouvirem seus conselhos e ensinamentos.

No ano passado, quando Ibn apareceu no lugar certo e na hora certa, ele disse: “Vocês são quase homens. Vocês não são mais crianças. Parem de agir assim. Vocês não vão chegar a lugar nenhum desse jeito”.

E ele insistiu e disse que não sairia de lá enquanto os dois adolescentes não parassem de brigar e apertassem as mãos como sinal de paz. E foi exatamente isso o que aconteceu. Alguns dias depois, os jovens que estavam brigando, Sheldon e Jamar, foram entrevistados e quando perguntaram por que eles ouviram Miller e pararam de brigar, eles responderam: “Porque a gente nunca teve nossos pais para nos dizer que não era para brigarmos”.

A atitude de Miller fez com que uma porta se abrisse na vida destes jovens, que tinham seus traumas e a falta da figura paterna. Mas Ali Miller não ajuda somente os jovens que ele “salvou”, mas vários jovens da comunidade, que viviam situações parecidas com as deles. Ele se tornou um modelo a ser seguido, uma inspiração e através de sua atitude pacífica, tem transformado a vida destes jovens.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em entrevista à rede de televisão norte-americana CBS News, ele disse:Uma vez que eles sabem que alguém está prestando atenção, uma vez que eles sabem que alguém os ama, uma vez que eles sabem que as pessoas vão estar lá para eles, com certeza mostrarão a que vieram”

O melhor de tudo é que agora, os jovens que há um ano estavam brigando e se odiando, são melhores amigos. Jamar disse: “Eu apenas odiava essa pessoa, eu só queria lutar contra essa pessoa, e agora estamos nos chamando de irmãos”.

Mais uma prova de que violência não leva à nada e que amor só gera amor! Quer assistir à reportagem feita pela CBS? Só dar um play aqui embaixo:

jovens brigando

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de Good News Network

Fotos: reprodução Youtube / CBSNews / Facebook

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,644,941SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Documentário provocador discute estigmas sobre a menstruação

O documentário 'Nosso Sangue, Nosso Corpo' pretende naturalizar a conversa sobre a menstruação.

Menina de 4 anos escolhe super-herói como tema da sua festa de aniversário

A gente cresce aprendendo que existe ‘coisa de “menino’ e ‘coisa de menina’. Que a cor azul é dos garotos, e a rosa das...

Ex-presidiário vence coma e encontra na micropigmentação um motivo para ressignificar sua vida

Após perder o irmão, Jemerson, 29 anos, participou de um assalto e levou 4 tiros, ficando em coma por dois anos. Quando acordou, cumpriu...

Jovem preso salva vida de policial que teve ataque cardíaco na prisão

Nunca julgue ninguém! Pois é, por mais que as pessoas por vezes estejam em situações de “desfavor” em relação à sociedade, acredito que não cabo...

Irmãos homenageiam pais surdos com tatuagem em Libras

Para homenagear os pais, que são deficientes auditivos, eles tatuaram "Eu Te Amo" e "Família" em Libras.

Instagram