Cabeleireira devolve sorriso a menina com depressão após 13 horas de tratamento e palavras de afeto

O mais simples e prático, mas também o mais desumano, seria raspar o cabelo da jovem que há anos sofre de depressão crônica. A aprendiz de cabeleireiro Kayley Olsson fez diferente, esbanjando senso de humanidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Raspar o cabelo foi uma ideia da própria adolescente de 16 anos, assim que ela colocou os pés no salão onde Kayley trabalha, em Waterloo, no estado americano de Iowa. Ela disse à Kayley que estava se sentindo “tão para abaixo e sem valor” que não tinha forças para pentear o cabelo que ia até sua cintura.

A adolescente tinha uma sessão de fotos com a turma da escola marcada para os próximos dias. O problema é que ela não estava disposta, sem energia para arrumá-lo. A solução foi procurar um salão para dar um fim ao cabelo emaranhado e sujo.

Mas, Kaykey e sua colega Mariah Wenger concluíram que atender ao pedido da cliente, na situação em que ela se encontrava, seria um erro! “Eu sabia naquele momento que precisávamos preservar o cabelo dela o mais que podíamos”, escreveu Kayley no Facebook.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com paciência e zelo, as duas cabeleireiras desembaraçaram e pentearam o cabelo da estudante. O trabalho levou 13 horas e se estendeu por dois dias. Mais do que melhorar a aparência do cabelo, foi um momento para encorajar a adolescente e elevar sua autoestima, disse Mariah, mãe de duas meninas.

“Pude me relacionar de maneira muito forte com os problemas mentais dela, com a luta diária deles, por causa das minhas dificuldades com depressão e ansiedade pós-parto. Eu sabia como é sentir que não se vale nada. Uma criança nunca deveria se sentir assim”, acrescentou.

“Depois de ficar aqui durante 8 horas ontem e 5 horas hoje, finalmente fizemos essa linda menina sorrir, e sentir que ela TEM valor”, comemorou Kayley.

A publicação de Kayley foi compartilhada mais de 76 mil vezes e recebeu mais de 197 mil reações. Os internautas parabenizaram as cabeleireiras e compartilharam suas experiências com a depressão, lembrando que a adolescente não está sozinha. “Você é incrível por reconhecer que este é um problema de saúde mental”, disse uma usuária.

Veja o antes e o depois do cabelo da adolescente:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Incrível, né? 😉

NOTA DO RAZÕES:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sonhar acordado é delicioso, mas já imaginou o que a realidade virtual pode fazer? Estes idosos de uma casa de repouso tiveram seus sonhos realizados por meio da realidade virtual, assistam:

Fotos: Reprodução/Facebook

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,758,975SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Em um ano, muro da bondade criado na Itália cresce na pandemia e arrecada milhões de doações

"Não há males que não venham para o bem". Esse ditado popular pode ilustrar uma parte do que tem acontecido no mundo durante a...

De empacotadoras da periferia a executivas, hoje elas ensinam marketing digital a jovens carentes

De uma periferia do interior de São Paulo, Helê Moura, 33 anos, foi morar em uma favela na Zona Sul para fazer faculdade com...

Projeto vai distribuir milhões de origamis nas cidades com mensagens positivas

Idealizada pelo projeto Serendipity, a intervenção urbana #acheiorigami tem como proposta alegrar o dia das pessoas que vivem nas cidades com mensagens positivas. A ideia...

Mãe que narra jogos do Palmeiras para filho cego ganha prêmio da FIFA

"Eu sou os olhos e a mão que servem como guia. Eu faço para ensinar que, um dia, os meus olhos não poderão ser os olhos dele."

Irmãos reproduzem suas fotos de criança e se divertem

"Antes e depois" é a ideia de dois irmãos, os Luxton, de reproduzir suas fotos da infância. Quando as crianças se tornam adultas, um...

Instagram