Menina que cortava cabelo de boneca vira megaempresária da beleza

Clique e ouça:

A menina que que cortava cabelo de boneca e dos amigos na infância se tornou uma das maiores empresárias do ramo da beleza no país.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história começa em Caiçara do Rio do Vento, no Rio Grande do Norte. Tatiana Van Campo foi criada pela avó e, para garantir o sustento da casa humilde da família, ela ajudava a avó a vender costuras pela cidade e depois ainda vendia bombons na beira da estrada.

“Quando olho para essa casinha e para essa estrada 🛣, lembro-me da Tatiana sonhadora que ainda menina já sonhava em poder ajudar minha avó que me criou de maneira muito simples, mas muito especial, pois me ensinou a sempre lutar pelos meus sonhos com dignidade e respeito”, relembra.

Cabeleireira de sucesso na frente da casinha humilde onde morava.
Tatiana morou em casinha humilde do Rio Grande do Norte e visitou a o lugar anos mais tarde. Foto: Arquivo pessoal

O tempo foi passando e o desejo de trabalhar no ramo da beleza só aumentava. “Eu cortava cabelo de bonecas, cortava cabelo dos meus colegas na escola, e sempre chegava a confusão lá em casa: ‘sua neta cortou o cabelo do meu filho’, diziam os pais dos meus amigos”, lembra Tatiana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Não sabiam eles que aquela menina seria uma das grandes cabeleireiras do país!

Leia também: Ex-namorado tinha ‘nojo’ de suas unhas, hoje ela é dona de uma rede de esmalteria

De faxineira na Europa à empresária da beleza

Das ruas e estradas do Rio Grande do Norte, Tatiana se mudou para Lisboa, em Portugal, aos 17 anos. “Minha mãe foi pra lá trabalhar de faxineira e eu fui para ajudar, mas acabei prosperando com a minha habilidade”, conta.

Tati Van Campo trabalhou no depósito da Marinha, foi vendedora de vidros e cristais e trabalhou como auxiliar de cabeleireira em Lisboa. “Lá eu comecei a me realizar profissionalmente”, relembra.

Depois ela se mudou para a Holanda, onde fez um empréstimo e pôde finalmente fazer o seu primeiro curso de cabeleireira. Foram dois anos de curso e mais um ano trabalhando como estagiária de graça para ganhar experiência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aí eu tracei um caminho para mim de ser educadora, queria dar para as pessoas o que eu não tive: um nível de educação mais aprofundado na arte de mechas e coloração.”

Após alguns anos na Europa, muito trabalho e especialização, Tatiana voltou para o Brasil. Passou pela mesma estrada onde antes vendia balinhas, mas seu roteiro agora era diferente.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por TATIANA VAN CAMPO (@tatianavancampooficial) em 22 de Set, 2019 às 4:05 PDT

Além de um salão de beleza, Tatiana abriu dois espaços de formação de profissionais na área, um em Natal (RN) e outro em São Paulo (SP), e tem uma linha de produtos exclusiva com seu nome.

Tatiana Van Campo: cabeleireira de sucesso
Tatiana abriu um salão de beleza e duas escolas de formação de profissionais no área. Foto: Arquivo pessoal

“Desenvolvi uma técnica e venho ministrando cursos há 9 anos no Brasil. Agora abri uma academia de mechas para profissionalizar muito mais profissionais. Já formei mais de 17 mil profissionais e almejo formar muito mais. Meu trabalho foi canal de bênção na vida de outras pessoas”, disse.

Cabeleireira Tatiana Van Campo e alunas do curso de capacitação
Tatiana capacita centenas de profissionais anualmente. Foto: Arquivo pessoal

Leia também: Ex-cortadora de cana cria marca milionária de semijoias

Avó foi a maior incentivadora

Terezinha Maria de Jesus. Essa mulher de nome simples e tão bonito foi a maior incentivadora do sonho de Tatiana. “Minha avó acreditou em mim. Foi ela que me deu a minha primeira tesoura ✂ e me disse: ‘Deus vai te abençoar e você vai conseguir’”, narra.

Tatiana Van Campo com sua avó.
A avó é a grande inspiração de Tatiana. Foto: Arquivo pessoal

Tatiana queria ganhar o mundo, mas sempre com o objetivo de voltar pra casa e ajudar a avó. “Eu sonhava em falar outros idiomas, sonhava em estudar e me tornar profissional da área da beleza. Hoje conheço 21 países, falo 4 idiomas e posso ajudar aquela que nunca deixou de acreditar em mim: minha avó Tereza!”, conta.

Tatiana Van Campo e sua avó
Foto: Arquivo pessoal

Tatiana pode ajudar não só a sua vó, mas várias outras pessoas. Ela “adotou” uma mulher em situação de rua chamada Ana Paula. “Me deparei com ela comendo lixo na frente do meu salão, cuidei dela, tirei ela da rua, pago aluguel, dei emprego, dou comida, toda assistência que ela precisa”, relatou.

O Razões ajudou a Tatiana a transformar a vida de Ana Paula com uma vaquinha na VOAA. Relembre aqui.

moradora de rua trans precisa ajuda
Tatiana deu oportunidades para Ana Paula se reerguer. Foto: Arquivo pessoal

E assim, a menina que vendida bombons e cortava o cabelo de boencas e dos coleguinhas vai adoçando a vida das pessoas e tornando os seus dias mais bonitos. “Hoje , eu vi! Eu senti que vivo os meus sonhos em realidade. Eu sonho Acordada ❤ com os 2 pés no chão. A menina cresceu assim como os sonhos”, finalizou.

Você é exemplo, Tati!!!

Compartilhe o post com seus amigos!
  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

conteúdo original

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,603FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,994SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram