Cabelos lisos dominam menos a publicidade para a TV

A publicidade brasileira para a tv até pouco tempo era dominada por um padrão de beleza considerado como o ideal: os cabelos lisos. Mais do mesmo a cada intervalo comercial, sem diversidade e representatividade capilar. Mas, a história começa a mudar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um estudo recente mostrou que nos últimos anos o “padrão” perdeu terreno para cabelos ondulados, volumosos e poderosos! Muito em função do aumento da participação de pessoas negras na publicidade.

Leia também: Pai encomenda boneca personalizada parecida com a filha

A pesquisa ‘Todxs – Uma Análise da Representatividade na Publicidade Brasileira’, produzida pela agência Heads e publicada no site Meio & Mensagem, avaliou cerca de 1822 inserções televisivas coletadas durante uma semana do mês de fevereiro. A agência constatou que 53% dos personagens dos filmes publicitários possuem cabelos ondulados, superando pela primeira vez a presença de cabelos lisos – 26% de participação.

Para se ter uma ideia sobre o que isso significa, em 2016, quando foi lançada a terceira edição do Todxs, 62% dos papéis na publicidade eram vividos por pessoas de cabelos lisos – bem à frente dos cabelos ondulados (5%).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo assim, os números mais recentes não refletem a diversidade capilar da população brasileira. É o que pensa Isabel Aquino, diretora de planejamento da Heads e responsável pela pesquisa:

“Todo esse movimento em torno da transição capilar e valorização do cabelo natural não é moda, mas uma conscientização que veio para ficar. O processo de assumir os cabelos da forma como são e de ter liberdade para usá-los dessa forma é algo afirmativo e positivo, sobretudo para as crianças, que por muito tempo sofreram bullying e sentiram-se envergonhadas do próprio cabelo. É uma transformação muito importante para a sociedade”.

Outro dado interessante do estudo revela que houve um aumento da quantidade de homens negros nos comerciais televisivos – 57% desde a última avaliação, realizada há seis anos. Enquanto o número de mulheres negras subiu de 3 para 16%. Ainda falta muito caminho para as agências repararem a falta de diversidade na publicidade, mas elas já estão na corrida!

crédito da foto: Reprodução/L’Oréal Paris Brasil

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,265,903SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Neste abrigo para cães cada catíoro ganha sua própria poltrona após campanha na Internet

Quem não gosta de sentar confortavelmente em uma poltrona macia e ler um livro ou até mesmo tirar um cochilo? Mas não pense que...

Com simples gesto de empatia, senhora garante segurança de todos em trem no Canadá

Um pouquinho de compaixão pode ter um impacto enorme. Há duas semanas, Ehab Taha, um canadense de 26 anos, estava no transporte público na região metropolitana...

Fundo filantrópico arrecada recursos para ajudar na recuperação de Brumadinho

O ‘PróBrumadinho’ pretende arrecadar recursos para apoiar na recuperação e desenvolvimento sustentável de Brumadinho.

Marta faz história e se torna a maior artilheira em Copas do Mundo

Seis vezes eleita a melhor jogadora de futebol do mundo (cinco vezes consecutivas), maior goleadora da história da Seleção Brasileira, com 118 gols e...

Médico em Macapá receita bom humor em prontuário e cativa a internet

E se, em vez de remédios, seu médico te receitasse uma caixa de bom humor, aplicada no mínimo 10 vezes ao dia, durante 365...

Instagram