Cabelos lisos dominam menos a publicidade para a TV

A publicidade brasileira para a tv até pouco tempo era dominada por um padrão de beleza considerado como o ideal: os cabelos lisos. Mais do mesmo a cada intervalo comercial, sem diversidade e representatividade capilar. Mas, a história começa a mudar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um estudo recente mostrou que nos últimos anos o “padrão” perdeu terreno para cabelos ondulados, volumosos e poderosos! Muito em função do aumento da participação de pessoas negras na publicidade.

Leia também: Pai encomenda boneca personalizada parecida com a filha

A pesquisa ‘Todxs – Uma Análise da Representatividade na Publicidade Brasileira’, produzida pela agência Heads e publicada no site Meio & Mensagem, avaliou cerca de 1822 inserções televisivas coletadas durante uma semana do mês de fevereiro. A agência constatou que 53% dos personagens dos filmes publicitários possuem cabelos ondulados, superando pela primeira vez a presença de cabelos lisos – 26% de participação.

Para se ter uma ideia sobre o que isso significa, em 2016, quando foi lançada a terceira edição do Todxs, 62% dos papéis na publicidade eram vividos por pessoas de cabelos lisos – bem à frente dos cabelos ondulados (5%).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo assim, os números mais recentes não refletem a diversidade capilar da população brasileira. É o que pensa Isabel Aquino, diretora de planejamento da Heads e responsável pela pesquisa:

“Todo esse movimento em torno da transição capilar e valorização do cabelo natural não é moda, mas uma conscientização que veio para ficar. O processo de assumir os cabelos da forma como são e de ter liberdade para usá-los dessa forma é algo afirmativo e positivo, sobretudo para as crianças, que por muito tempo sofreram bullying e sentiram-se envergonhadas do próprio cabelo. É uma transformação muito importante para a sociedade”.

Outro dado interessante do estudo revela que houve um aumento da quantidade de homens negros nos comerciais televisivos – 57% desde a última avaliação, realizada há seis anos. Enquanto o número de mulheres negras subiu de 3 para 16%. Ainda falta muito caminho para as agências repararem a falta de diversidade na publicidade, mas elas já estão na corrida!

crédito da foto: Reprodução/L’Oréal Paris Brasil

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,520,475SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

National Geographic oferece acervo para reconstrução do Museu Nacional

A National Geographic Society ofereceu recursos financeiros e itens de seu acervo para reconstrução do Museu Nacional.

Pai trabalha em três empregos e compra vestido da filha para formatura

Um vídeo com a reação de uma garota ao receber um presente de formatura seu pai tem feito muito sucesso nas redes sociais. Ricky Smith,...

Vídeo reúne as boas-vindas aos militares feitas pelos seus cães de estimação

Já mostramos aqui no RPA alguns momentos em que os cães veem seus donos voltarem depois de uma longa jornada fora de casa. Hoje...

Momento histórico: violência contra a mulher é tema da redacão do Enem 2015

O tema da redação do Enem deste ano “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” foi o ponto alto do exame. A...

Pitbull acorda menino surdo para salvá-lo de incêndio em casa

O pitbull de uma família de Indiana, EUA,  está sendo aclamado como herói por alertar um menino surdo de um grave incêndio em sua...

Instagram