Cachorra idosa e paraplégica abandonada em lixão tem final feliz e cheio de amor

O que parecia ser um final triste, se mostrou como uma história cheia de amor e empatia. Em Fortaleza, no Ceará, uma boxer de 15 anos – a Mel, foi abandonada em um lixão, mas a sorte foi que, Alessandra Walckiers a encontrou e divulgou fotos, contando a história, fazendo com que chegasse nos ouvidos da advogada paulista Renata Bueno, que foi até o nordeste resgatá-la.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Garoto visita abrigo e adota o cachorro mais velho de todos

Alessandra trabalha na instituição Boxer Rescue Brasil, que desde 2010 vem resgatando cachorros da raça boxer abandonados, lhes oferecendo uma chance de terem um novo lar. Mel necessita de cuidados especiais, pois além de ser idosa, é paraplégica, mas isso não foi impedimento para que Renata conseguisse um carro e passasse 7 dias na estrada, atravessando mais de 6 mil km, para poder resgatá-la: “Muitos podem achar loucura, mas se a Mel durar apenas 1 mês ou até mesmo apenas a viagem, já vai valer a pena, ela vai conhecer o amor verdadeiro”.

Renata, que já tem 4 cachorros idosos em sua casa, não pensou duas vezes quando viu a postagem desesperada de Alessandra nas redes sociais: “Vi o desespero da Alessandra Walckiers, a moça que a divulgou implorando uma solução. Como já tenho quatro idosos em casa, não aguentei saber que ela não tinha um lar e foi colocada na rua. Fiquei muito penalizada e quis mostrar que é amada e vai ser cuidada até o fim”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para conseguir fazer a longa viagem de carro que separava Renata de Mel, ela contou com a ajuda de mais 2 voluntários, Renato Zuzarte e Priscila Bonfante, também de São Paulo, que a ajudaram com o carro e com os custos da viagem. A advogada até já tem planos para quando estiver com Mel: “A rotina é que vai mostrar os cuidados necessários. Como ela é cadeirante, vou providenciar um saco de arrasto para que não tenha atrito ao se locomover”.

Esta é mais uma história que mostra que, nós sempre podemos ajudar quem precisa e que amor, não tem idade. Adotando um cão idoso nós podemos lhe oferecer amor e carinho, nem que seja por pouco tempo. Mas eles merecem ter um final feliz, não é mesmo?

Com informações de R7

Fotos: Renata Bueno

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

996,688FãsCurtir
1,941,506SeguidoresSeguir
9,717SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

USP cria ventilador pulmonar de baixo custo com tecnologia 100% brasileira

Cientistas da USP desenvolveram um protótipo de ventilador pulmonar emergencial capaz de ser produzido em massa para atender a demanda hospitalar de pacientes infectados...

Homem planta 152 milhões de árvores e refloresta manguezal sozinho no Senegal

Um homem aposentado plantou incríveis 152 milhões de árvores em um intervalo de 10 anos às margens do rio Casamansa, no Senegal. Plantando sem parar...

Nesse hotsite especial agrupamos vagas home office para ajudar você

Por conta do coronavirús, as empresas estão adotando o home office para driblar a crise. Para ajudar você que perdeu ou busca por um...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Cliente antecipa pagamentos para salão de sobrancelha passar por crise do coronavírus

A servidora pública Débora Benon, de Brasília (DF), tinha uma viagem planejada com o marido e os três filhos no início de abril. Mas veio...

Instagram