Devidamente uniformizado, cachorro adotado por gari acompanha tutor na limpeza das ruas do Rio

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, realizados em 2016, deixaram um legado para o gari Alcenir Aguiar de Oliveira, conhecido como ‘Mineiro’ pelos colegas de profissão da Comlurb, a empresa de limpeza urbana da capital fluminense.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Se para os atletas o legado foram as competições e medalhas distribuídas, para Alcenir foi seu grande amigo e companheiro, o cão Pretinho.

O cachorro foi acolhido por ele durante as Olimpíadas, quando o trabalhador ajudava na limpeza da Parque Olímpico de Deodoro, na Zona Oeste do Rio.

cachorro adotado por gari acompanha tutor limpeza ruas rio

Hoje em dia, o doguinho acompanha o gari com um pequeno uniforme da Comlurb e faz sucesso nas redes sociais. “Eu fui trabalhar na Olimpíada e encontrei o pequenininho, abandonado em um posto de gasolina. Estava doente”, explicou Alcenir.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sensibilizado com a situação do animal, ele o levou para casa e cuidou até sua completa recuperação. Desde então, após tantos anos de convivência, o carinho só cresceu e hoje o gari considera Pretinho como um filho adotivo.

“Levei ele para casa e hoje é como se fosse uma medalhinha de ouro que eu levei para mim. É um cachorrinho que me dá reconhecimento, carinho e atenção”, destacou Mineiro, que na verdade nem é de Minas, mas de Itaocara, no noroeste do Rio.

cachorro adotado por gari acompanha tutor limpeza ruas rio

Companheiro fiel

Já faz alguns anos que Pretinho tem acompanhado Alcenir em sua rotina de limpeza nas ruas do bairro Campo Grande, na Zona Oeste carioca, uma ou duas vezes na semana.

Segundo ele, a ideia de levá-lo ao trabalho foi motivada pela saudade que o cachorrinho sentia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele começou a vir trabalhar porque, quando eu venho no carro, ele quer vir. Fica desesperado. Está acostumado a andar comigo e ele vem. Ele não atrapalha em nada, fica quietinho me aguardando. Se está cansadinho ele me espera na sombra”, disse.

Durante o expediente, o cachorrinho tem acesso a água e comida, para que não passe necessidade. Seu pelo brilhante e escovado só reforça o quanto Pretinho é bem cuidado!

Mais do que a aparência, Alcenir conta que os cuidados dispensados ao animal ficam ainda mais evidentes em seu comportamento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele entende as coisas. Às vezes, você fica na porta. Eu falo: ‘Pretinho, você está na porta, papai quer passar aqui’. E ele vai para o cantinho. Não precisa bater, não precisa. Nada. Eu pego a vassoura e varro perto dele e ele não corre, porque não é judiado. O cachorro, quando é judiado, quando você pega a vassoura e varre perto dele, ele sai correndo. Esse aqui não. É assim que o bichinho merece ser tratado”, revelou.

Devidamente uniformizado

Levando em conta que Pretinho acompanha o tutor na limpeza, nada mais justo que também tenha um uniforme, né?

Com a ajuda de uma amiga costureira, Mineiro presentou o cão com uma roupinha de ajudante. Foi o suficiente para que o animal se tornasse a sensação do bairro!

“As pessoas param aí, saem do carro correndo para abraçar ele, para tirar foto, as pessoas se encantam”, explicou.

“O dia que eu venho com ele eu fico muito mais alegre, mais feliz, fico mais tranquilo. Quando ele não vem eu fico louco para chegar em casa e encontrar ele. É saudade”, revelou. Para ele, o amor do cachorro não tem preço. “O Pretinho para mim é tudo. É a minha alegria total. Se você me der um prêmio da Mega-Sena por ele, eu não quero”, concluiu Alcenir.

Veja também:

Fonte: Correio Animal
Fotos: Cristina Boeckel / G1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,238,290SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Programadora de 77 anos desenvolve jogos para melhorar a memória

Aos 77 anos de idade, a aposentada Tereza Brocardo se tornou uma desenvolvedora de jogos! Ela assumiu esse desafio visando melhorar sua memória e...

Família que andaria quase 4 mil km de Goiás à Roraima ganha passagens de ônibus

Na quinta-feira passada (30), uma família de Goiânia (GO) que iria viajar quase 4 mil km à pé de volta à sua terra natal,...

O Pão Que o Viado Amassou: curitibano cria padaria delivery e discute realidade LGBTQ+

Em pouco mais de um mês, o curitibano Gabriel Castro, 34 anos, bombou na internet vendendo o “pão que o viado amassou”. Foi assim que...

Com uma máquina de escrever, professor de NY ajuda desconhecidos a enviar cartas para amigos que se sentem tristes na pandemia

Receber cartas já deixou de ser um hábito há alguns anos, mas elas ainda encantam muito. E o professor Brandon Woolf, de 37 anos, resolveu...

Moradores de Santo André (SP) podem trocar recicláveis por alimentos frescos

Batizado de 'Moeda Verde', o projeto visa melhorar a qualidade alimentar de muitas famílias, que passaram a ter na mesa frutas, verduras e legumes frescos.

Instagram