Voluntários resgatam cachorro que ficou preso em poça de piche por 5 dias: ‘Encontramos ele chorando’

Era uma manhã de sexta-feira quando trabalhadores de uma obra em Suwalki, na Polônia, ouviram um barulho semelhante a choro nos arredores na construção.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cerca de 200 metros dali, em uma área fechada e arborizada, eles encontraram um cachorro preso ao chão que latia incessantemente, pedindo ajuda.

Ao se aproximarem, eles viram essa triste imagem:

Voluntários resgatam cachorro que ficou preso em poça de piche por 5 dias: 'Encontramos ele chorando'

O cão estava completamente preso a uma poça de piche super-pegajosa derramada no chão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Surpreendidos com a cena chocante, os trabalhadores tentaram removê-lo dali, sem sucesso. Foi aí que contataram a socorrista Joanna Godlewska, da Fundação Animal Niczyje. Ela correu para o local, chegando na área em menos de 30 minutos, sem saber o que esperar.

“Quando finalmente cheguei e vi um cachorro deitado no piche, lágrimas vieram aos meus olhos”, disse Joanna ao portal The Dodo.

Pelos relatos de moradores do entorno, o cãozinho provavelmente foi abandonado em pleno inverno. Procurando calor em meio ao relento frio da noite, ele buscou algo em que pudesse se aquecer, ficando preso no piche ao deitar-se sobre ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Acredita-se que o animal tenha ficado imóvel na poça por até 5 dias. Sem água ou comida por tanto tempo deixou-o desnutrido, anêmico e à beira da morte.

Ciente da urgência do resgate, Joanna levou uma equipe local do corpo de bombeiros para ajudá-lo.

“Ele entendeu que estávamos salvando sua vida”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com muito cuidado, a equipe de voluntários cortou as porções de pelo mais lambuzadas de piche do pobre cachorro e usou óleo de cozinha para soltar o restante.

Enfim, após tanto sofrimento, o doguinho foi retirado da poça pegajosa.

Imediatamente, ele foi levado para uma clínica veterinária, onde recebeu tratamento, banho, medicação e pomadas anti-alcatrão para aliviar a inflamação da pele.

Apesar da exposição prolongada ao produto tóxico, o cachorro não ficou com sequelas.

Os veterinários precisaram tratar apenas sua pele e uma infecção estomacal causada pela ingestão de piche.

“Ele se sente cada dia melhor”, disse Joanna, ressaltando que o animal tem feito sessões de fisioterapia para recuperar sua saúde por completo.

Cerca de uma semana depois do resgate, a voluntário batizou o cão de “Farcik” e decidiu adotá-lo em definitivo, levando-o para casa.

O que levou à provação quase fatal de Farcik no alcatrão pode nunca ser conhecido – mas não há dúvida de que a sua vontade de viver e de alertar as pessoas para o seu sofrimento fizeram toda a diferença.

“Eu só queria salvá-lo”, disse Joanna. “Obrigado a todos que ajudaram este cachorro.”

Assista ao vivo os ganhadores do Prêmio Razões para Acreditar, dia 07/12 às 18h! Ative as notificações clicando aqui.

Fonte: Animal Channel
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,234,546SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garoto de 12 anos distribui milhares de almoços gratuitos a desabrigados

Liam Hannon pode ter apenas 12 anos, mas já está fazendo uma grande diferença em Massachusetts, na costa leste norte-americana. Liam é o fundador e...

Bilionário recompensa idosa que andou 16 quilômetros para ajudar vítimas de ciclone

A moçambicana Plaxedes Dilon, 71 anos, conhecida na comunidade como Gogo Magombo, caminhou 16 quilômetros com um saco de doações sobre a cabeça para entregar...

Filho faz tuíte sobre ninguém ir a loja de rosquinhas do seu pai e atrai milhares de clientes

Um tuíte viral de um jovem sobre a recém-inaugurada loja de donuts do seu pai se tornou um excelente exemplo do poder positivo e construtivo que as redes sociais têm quando bem utilizadas.

Após atender ocorrência, Policial adota menina de 4 anos vítima de abuso

Brian Zach trabalha no Departamento de Polícia de Kingman, no Arizona (EUA) e, já levou dezenas de crianças ao serviço de assistência social. Só...

Com cuidado e carinho, ele teve um importante papel na recuperação da autoestima de uma garota em situação de rua

É impressionante como a vida nos retribui com coisas boas, quando propagamos amor e fazemos o bem! A vida moderna, muitas vezes nos faz...

Instagram