Após sobreviver a graves queimaduras, cachorro se torna ‘cão terapeuta’ de vítimas de incêndios

No dia 23 de outubro de 2018, há exatos três anos, um incêndio de grandes proporções tomou conta de uma residência na Geórgia, nos EUA. Os proprietários da casa tiveram tempo de evacuar os filhos, mas infelizmente não conseguiram voltar para resgatar Taka, o cachorro Shiba Inu de 9 anos da família.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As chamas destruíram os alicerces da varanda, que caiu sobre o cãozinho. Ainda assim, ele conseguiu correr para a casa de uma vizinha, com o corpo coberto de cinzas.

Em pânico ao ver a situação de Taka, ela rapidamente entrou em contato com Crystal Lesley, médica veterinária da ONG Care More Animal Hospital.

“Quando vi a foto que ela me enviou, liguei imediatamente para a moradora da casa e pedi que o trouxesse pra mim”, disse Lesley. “Ela conseguiu ajuda e transporte. Quando Taka chegou aqui, ainda saía fumaça de seu corpo. Nunca havíamos encontrado uma vítima de queimadura tão grave quanto Taka antes e tínhamos medo de que ele não sobrevivesse”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os médicos não podiam tocar em Taka, pois ele gritava de dor. Então resolveram sedá-lo para avaliar os ferimentos. Eles perceberam que boa parte das queimaduras eram muito graves e certamente infeccionariam, mas todos, inclusive Lesley, estavam determinados a ajudar o cachorro.

Um esforço de todos

A ONG que acolheu Taka postou uma foto nas redes sociais mostrando a situação dele e contando sua história. Logo, centenas de pessoas se uniram na internet para arrecadar dinheiro suficiente para custear todo o tratamento do doguinho.

No início, a situação não era nada boa: depois de dois dias, Taka piorou e sua dor parecia insuportável.

Foi quando Lesley decidiu levá-lo ao “Veterinary Specialists Emergency Care”, hospital veterinário de ponta na Carolina do Sul (EUA) que poderia cuidar da situação dele com mais afinco. “Taka e eu deitamos no chão da sala de espera chorando juntos”, relembra Lesley. Ele acabou ficando por um mês e meio lá, sendo visitado pela médica todos os fins de semana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao receber alta no hospital, foi a vez de Lesley cuidar dele. “Semanas de trocas diárias de curativos e tratamento de feridas”, contou. “Foi quando percebemos que Taka não estava conseguindo piscar os olhos”.

Felizmente, uma das enfermeiras do hospital se apaixonou pela história de Taka e se ofereceu para custear uma cirurgia reconstrutiva de enxertos de pele para permitir que o cachorro voltasse a piscar sem problemas – tudo sem qualquer custo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um futuro para Taka

Por conta dos muitos cuidados médicos de que Taka precisava, seus antigos tutores resolveram entregá-lo aos veterinários, alegando falta de tempo e de condições financeiras para liderar seu processo de recuperação.

“Então eu tomei as rédeas e cuidei de Taka. Certo dia, finalmente percebi que não poderia me separar dele”, disse Lesley. Foi quando o cãozinho foi oficialmente adotado pela médica veterinária.

“Depois de meses de recuperação e do impacto que sua história teve na comunidade, fui abordada por uma enfermeira do centro de vítimas de queimaduras, que convidou Taka para visitar as crianças do setor, na esperança de dar a elas algo com que se relacionar”.

Lesley soube, de imediato, que a personalidade de Taka era perfeita para esse trabalho. “Ele ama crianças e pessoas em geral”, garante. Ela o descreve como a mistura perfeita de “cachorro bobo e doce”.

“Eu pensei sobre isso e decidi que ele era muito especial para não compartilhá-lo com o mundo”, resumiu.

Treinamento de cães para terapia

Para trabalhar na unidade de vítimas de queimaduras, Taka precisaria de uma certificação de “Cão de Terapia”, exigida na maioria dos estados norte-americanos. A partir daí, Lesley e seu cão começaram uma jornada de treinamento específica.

Ela começou a trabalhar com a adestradora Mandy Foster, que ensinou à Taka tudo que ele precisava para tornar-se um “cão terapeuta”.

O cachorro da raça Shiba Inu obteve seu certificado no dia 26 de julho, passando de primeira – e sua amada tutora não poderia estar mais feliz. “Estou incrivelmente orgulhosa dele”, disse.

“Só de pensar no quão longe ele chegou e onde está agora, é tão emocionante. A quantidade de amor e respeito que tenho por Taka é profunda”, concluiu ela.

Agora, Lesley espera que o cachorro possa ajudar e inspirar dezenas de pacientes sobreviventes de incêndios (tal como ele) em suas visitas à hospitais EUA afora – agora, como um cão terapeuta certificado!

Assista ao vídeo:

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 6º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: People
Fotos: Care More Animal Hospital

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,956,757SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professora de SP inspira aluna cega a seguir sua mesma profissão: ‘Meus alunos têm direito a tudo’

Há mais de dez anos, a professora Valéria Freitas da Silva Vilanova é responsável por acompanhar alunos com deficiência visual, intelectual, auditiva, entre outras,...

Você teria coragem de sentar no cinema do lado desses caras?

Uma sala de cinema repleta de motociclistas tatuados, bad boys, homens bombados mal-encarados e apenas 02 lugares sobrando! Esse foi o ambiente criado pela...

Desconhecidos “salvam” aniversário de criança após furo dos convidados

Graças a uma corrente do bem na internet, de pessoas desconhecidas, a festa de aniversário de criança de 4 anos, em Melbourne, na Austrália,...

Estudante paranaense aprovada em 5 universidades se prepara para ser astronauta nos EUA: ‘Quero inspirar outras meninas’

Uma sonhadora estudante paranaense de apenas 20 anos aprovada em cinco universidades prestigiadas está se preparando para se tornar uma astronauta nos Estados Unidos,...

Fotógrafa captura a intimidade de um parto humanizado dentro d’água

Nos últimos três anos, a fotógrafa Jackie Dives tem sido uma doula (assistente de parto, que proporciona informação, acolhimento, apoio físico e emocional às...

Instagram