Cadela que vivia nas ruas é acolhida por frentistas de posto e vira mascote do local: ‘Nossa xodózinha’

Uma cadela que passou a vida nas ruas de Castelo, no sul do Espírito Santo, foi acolhida por funcionários de um posto de combustíveis.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Batizada de ‘Pandora’, a cachorrinha já era muito querida pelos frentistas e clientes do estabelecimento bem antes de ser adotada.

Ela apareceu pela primeira vez no posto há cerca de três anos, com fome e sede. Desde então, vinha sendo cuidada pelo pessoal, mas ainda vivia em situação de rua.

cadela de rua adotada frentista posto

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora – 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar agora, ganhe um brinde especial + frete grátisclique aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A decisão de acolhê-la em definitivo só veio recentemente.

O frentista Cleyton Brites lembra que, no primeiro contato com Pandora, ofereceu uma marmita para ela comer e um pouco de água. A cadela passou a visitar o posto com cada vez mais frequência e virou o xodózinho de todos.

“A gente dava um pouco de comida da marmita e ela comia. Só que na hora de ir pra casa e seguir o caminho dela, não ia, ela ficava aqui no posto”, lembrou Cleyton.

cadela de rua adotada frentista posto

Os anos se passaram e Pandora se tornou parte da família. Hoje, ela tem ração, água, e até um até crachá do estabelecimento. “Ela traz alegria para gente. Todos os dias é carinhosa conosco. Pode ser o tempo que for, brinca com a gente”, contou Cleyton.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Todo mundo quer brincar com ela, tirar foto”, completou.

Cadela que vivia nas ruas é acolhida por frentistas de posto e vira mascote do local: 'Nossa xodózinha' 3

Já o gerente do posto, Cleber Beraldi, brinca que quando o trabalho de todo mundo termina, o da Pandora começa.

A profissão dela? Vigia noturna. “Ela é a funcionária noturna. Qualquer movimento que tem durante a noite ela dá o sinal, late, chama a atenção”, garantiu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cadela que vivia nas ruas é acolhida por frentistas de posto e vira mascote do local: 'Nossa xodózinha' 4

Muito além de xodó e mascotes dos frentistas, Pandora também conquistou os clientes do posto.

“A recepção com certeza é a melhor que tem. Chega, ela vem, a gente toma cuidado pro caminhão não passar em cima dela. A gente desce do carro, ela rodeia a gente”, contou o motorista Roberto dos Santos.

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora – 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar agora, ganhe um brinde especial + frete grátisclique aqui.

Veja também:

Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,747SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Conheça o morador de rua que passou em 1º lugar em concurso público em MG

O baiano Valter Fonseca dos Santos, 41 anos, saiu de Ilhéus há 16 anos para realizar o sonho de conseguir um emprego fixo na...

Funcionários dão bicicletas para jovem engraxate e seus irmãos

O jovem engraxate ganhou mais de uma bicicleta para ele e seus irmãos.

Após um ano internado, menino de 6 anos recebe ajuda de palhaços para “fugir” do hospital

Depois de um ano internado em um hospital em Belo Horizonte, por problemas no intestino, nos rins e na espera de um transplante, Matheus Theodoro Oliveira, de...

Entregador que bateu em carro procura dono para pedir desculpas em BH

Após um longo e cansativo dia de entregas de refeições prontas por aplicativo, o entregador Warley de Oliveira Franco, 25 anos, estava voltando para...

Ateliê Sustenta CaPão, uma padaria que tem uma mão na massa e a outra na sustentabilidade

Lixo é luxo na padaria artesanal Ateliê Sustenta CaPão, onde além da mão na massa, ainda mantém um pé na sustentabilidade. Há um ano...

Instagram

Cadela que vivia nas ruas é acolhida por frentistas de posto e vira mascote do local: 'Nossa xodózinha' 5