Cadela idosa espera no mesmo lugar há 10 anos pelo retorno de sua família: ‘Mais pura lealdade’

Uma cadela idosa parcialmente cega esperou mais de 10 anos (quase toda a vida!) pelo retorno de seus tutores, que a abandonou nas ruas e foram embora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história de Bokshil carrega várias semelhanças com a de Hachiko, um cão japonês da raça Shiba Inu que esperou o retorno de seu tutor falecido no mesmo lugar até o fim da vida. Sua história virou filme, “Sempre ao seu lado”, lançado em 2009.

No caso da cachorrinha, seu país de origem é a Coreia do Sul, e embora seus tutores tenham abandonado ela por motivos torpes, a lealdade dela é tão incondicional quanto a de Hachiko.

cadela idosa espera dez anos retorno tutores

Com o passar dos anos vivendo na rua, a cadela perdeu peso e passou por necessidade, sobrevivendo dos poucos lanches que ganhava de estranhos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com o canal SBS TV, Bokshil viveu cerca de uma década ao redor de uma cabine de vigilância de um prédio próximo à casa de seus antigos tutores. E ela não saía por nada dali!

cadela idosa espera dez anos retorno tutores

Sua história repercutiu em toda a Coreia do Sul depois que moradores do bairro atestaram a lealdade da cachorrinha à imprensa. “Os próprios inquilinos estranham a fidelidade de Bokshil. É uma cachorra muito leal e focada, que acredita que sua família retornará para lá a qualquer momento“, disse o repórter da SBS TV, responsável pela reportagem.

O nome dela veio dos vizinhos – não se sabe seu nome anterior. Bokshil em coreano quer dizer “Fofa”. Nos últimos anos, a dieta dela consiste em comida amassada, pois ela perdeu grande parte dos dentes. Além disso, ela quase não tem visão.

cadela idosa espera dez anos retorno tutores

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um grupo de vizinhos, junto com jornalistas interessados ​​na história, levou a cadela a um médico veterinário, que a diagnosticou com catarata. Apesar de agora ser alimentada pela comunidade, ela se recusa a ter morada e prefere ficar nas ruas.

Em mais de uma ocasião vizinhos tentaram lhe dar um lar, mas Bokshil fica deprimida quando é retirado da entrada do prédio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cachorrinha é muito dócil, mas teimosa no que diz respeito ao seu bem-estar e só parece querer seguir o que o seu coração lhe diz: continuar à espera.

Por isso e devido à sua idade avançada, os que cuidam dela já jogaram a toalha na ideia de tirá-la das ruas. Agora, querem apenas garantir que ela não sofra em seus últimos dias de vida.

“O importante é que ela complete sua jornada aqui na Terra sendo bem alimentada e servida enquanto mantém seu ‘propósito’ de continuar esperando sua antiga família retornar”, disse uma vizinha ao canal SBS TV.

Confira a reportagem abaixo:

Veja também:

Fonte: Animal Club
Fotos: Reprodução / YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,833,017SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Universidade Federal do Paraná recebe refugiados universitários

Hora de sentir orgulho de uma iniciativa brasileira junto aos tristes acontecimentos dos refugiados. A Universidade Federal do Paraná abriu suas portas para que refugiados que...

Professora cearense dá aulas na calçada para alunos com deficiência durante a pandemia

Noadias Novaes é professora e criou um projeto lindão para não deixar nenhum estudante com deficiência de Itapipoca (CE) sem acompanhamento educacional durante a...

Em Goiás, tios ganham direito de adotar sobrinho de 33 anos criado por eles desde que nasceu

Um casal de Caldas Novas, Goiás, ganhou na justiça o direito de adotar seu sobrinho de 33 anos, que cresceu e foi criado por...

Vaquinha para entregador que pedala mais de 60km por dia bate meta em menos de 5h

Vocês provaram mais uma vez que a força de uma boa ação ultrapassa qualquer barreira. Depois da repercussão do caso do jovem entregador Vagner,...

Jovem devolve para dona iPhone furtado que comprou pela internet

O analista de marketing Arthur Pacini, de 24 anos, comprou um iPhone 5 através de um site de vendas e ao ligá-lo percebeu que...

Instagram